Filmes favoritos em abril de 2024

Recentes

Frida (2024): vale a pena pelos recursos visuais (as pinturas dela ganham vida, como em Love, Vincent) e porque o texto foi retirado do diário da Frida.

Intruso (2023): uma mistura de Blade Runner com Marjorie Prime e pitadas de Não me Abandone Jamais. Ficção científica de primeira que questiona as definições de humanidade.

A Zona de Interesse (2023): sobre a insensibilidade, a frieza e a normalização do genocídio perpetrado pelos nazistas. O som desse filme é impressionante, realmente fez jus ao Oscar.

Oppenheimer (2023): mereceu os prêmios que ganhou. É longo em ser tedioso e suscita debates sobre a necessidade da bomba em 1945 sem ser maniqueísta.

Dias Perfeitos (2023): filme poético sobre como ser feliz em um dia-a-dia simples. Fiquei espantada com a pobreza do protagonista, mas, pensando bem, há coisas piores que não ter chuveiro em casa.

Três Estranhos Idênticos (2018): documentário sobre trigêmeos separados no nascimento que se conhecem aos 19 anos. A história seria bonitinha se parasse aí, mas os jovens resolvem investigar seu passado e o desenrolar é sinistro.

Aliados (2016): dois espiões se apaixonam durante a segunda guerra, mas será que o amor é real? Será que eles são quem parecem ser? Lindo filme, com figurino e reconstituição de época excelentes, belas atuações.

Miss Potter (2006): cinebiografia sobre a vida da escritora e ilustradora de livros infantis Beatrix Potter. Ótima atuação da Renée Zellweger, bela fotografia e bonitos figurinos.

Direto do Túnel do Tempo

Tarde Demais para Esquecer (1957): Cary Grant dá a dose certa de humor, Deborah Kerr é charmosa demais, a química entre eles é ótima. Gostei mais desse que do original de 1939.

Testemunha de Acusação (1957): mistério dirigido por Billy Wilder, baseado em conto da Agatha Christie, com a Marlene Dietrich. As viradas no fim do filme são incríveis.

Onde assistir: https://www.justwatch.com

Filmes favoritos em novembro de 2023

Recentes

Coherence (2013): um cometa está passando perto da Terra e algumas pessoas acreditam que isso pode gerar perturbações… e pode mesmo, como descobrem amigos reunidos em um jantar. O melhor filme de ficção científica que vi no ano. 5 estrelas

Starter for 10 (2006): comédia dos anos 80 filmada nos anos 2000 (portanto, corretinha). Um jovem brilhante mas um tanto inapto socialmente ingressa na faculdade e vive loucas aventuras. Bônus: Benny Cumberbatch (além de outros futuros famosos). 4 estrelas

Direto do Túnel do Tempo

Tempo de Matar (1996): no Mississipi, um advogado em início de carreira precisa defender um negro acusado de matar dois brancos que estupraram sua filha de 10 anos. Racismo à flor da pele, do começo ao fim. Elenco brilhante. Baseado no livro de John Grisham. 4 estrelas

A Loja da Esquina (1940): dois vendedores de uma loja mal se suportam, até que… Clichê sim, mas conduzido à perfeição e com uma vibe Jane Austen. Mensagem para Você costuma ser mencionado como um remake desse filme, mas está mais para uma homenagem. 5 estrelas

Tempos Modernos (1936): daqueles filmes que a gente vê tantos trechos que acha que já viu inteiro. Além da crítica ao sistema de produção industrial, o filme tem um romance bem bonitinho acompanhado da canção “Smile”. 4 estrelas

Onde assistir: https://www.justwatch.com/

Filmes favoritos em agosto de 2023

Recentes

O Céu de Suely (2006): uma garota sai de Iguatu, no interior do Ceará para viver em São Paulo, mas acaba tendo de voltar, com um filho e sem perspectivas. Ela tenta reconstruir sua vida, mas já não cabe mais em Iguatu. Filme melancólico, com atuações excelentes, especialmente da protagonista. 4 estrelas

Direto do Túnel do Tempo

As Patricinhas de Beverly Hills (1995): Cher é uma adolescente rica e fútil, mas muito bem intencionada, que tenta ajudar como pode as pessoas ao seu redor e nem sempre é bem-sucedida. Leve e engraçado. 4 estrelas

Memórias de Ontem (1991): uma mulher relembra sua infância e os desejos que tinha quando era criança, e se divide entre seguir a vida que se espera dela ou mudar de rumo. Studio Ghibli. 4 estrelas

Os Sapatinhos Vermelhos (1948): uma talentosa bailarina é obrigada a escolher entre carreira ou amor. As atuações são impressionantes e a história também, para a época. O desfecho é marcante. 4 estrelas

Os 39 Degraus (1935): um sujeito comum conhece uma espiã e acaba se envolvendo em uma trama internacional envolvendo segredos de Estado. Surpreendentemente divertido, considerando-se que é do Hitchcock. 4 estrelas

M, O Vampiro de Dusseldorf (1931): no original é só M, não tem nada a ver com vampiros. Thriller que gira em torno de um assassino de crianças que despista a polícia e acaba perseguido por uma guilda de bandidos. Primeiro filme falado do Fritz Lang. 5 estrelas

Onde assistir: https://www.justwatch.com/

Filmes favoritos em junho de 2023

Recentes

Lunana (2019): um professor recém-formado é enviado para os confins do Butão. Filme fofo com crianças mais fofas ainda. 4 estrelas

Contra o Tempo (2011): um militar em uma missão inusitada tem oito minutos para evitar um ato terrorista. Ficção científica nada pretensiosa, bem conduzida e com um casal carismático. 5 estrelas

Adeus, Lênin! (2003): uma cidadã da Alemanha Oriental entra em coma logo antes da queda do Muro de Berlim e, quando acorda, seu filho resolve mantê-la na ignorância sobre os recentes acontecimentos, o que gera situações surreais e engraçadas. 5 estrelas

Direto do Túnel do Tempo

A Outra História Americana (1998): as cenas de neonazismo, racismo e outras formas de violência incomodam pelo realismo e entristecem pela atualidade. 4 estrelas

Mulherzinhas (1994): a versão de 1994 optou por uma edição linear e o resultado é melhor que o da versão de 2019. As atuações são excelentes e eu ate leria o livro – se já não tivesse lido e não soubesse que o filme é melhor. 5 estrelas

Instinto Selvagem (1992): nunca tinha visto inteiro e, apesar de conhecer o desfecho, o filme me manteve sob tensão até o final. Clássico do suspense. 5 estrelas

Bonnie e Clyde (1967): os bandidos também amam, e é impossível não torcer por eles. 4 estrelas

O Milagre de Anne Sullivan (1962): história real. Hellen Keller é uma criança surda e cega; Anne Sullivan é a última esperança da família para que Hellen saia de seu casulo e possa finalmente interagir e se comunicar. Um dos filmes mais impressionantes que já assisti. 5 estrelas

Levada da Breca (1938): instalove engraçadíssimo entre um cientista tímido e uma mulher espevitada, com direito a leopardos. 5 estrelas

A Morte Cansada (1921): um homem morre subitamente e sua amada ganha da Morte três chances de salvá-lo. Eu é que fiquei meio cansada no final, mas ainda assim esse filme de Fritz Lang é precioso pela narrativa e pelos efeitos visuais. 4 estrelas

Onde assistir: https://www.justwatch.com/