Filmes favoritos em junho de 2022

Recentes

Top Gun: Maverick (2022): eu não podia ter escolhido filme melhor para retornar ao cinema depois de 2 anos, 3 meses e 18 dias. Maverick tem tudo que os fãs de Top Gun poderiam desejar: mil referências ao primeiro filme, trilha sonora bacana, equilíbrio entre humor e tensão, efeitos visuais e sonoros arrasadores (merece mesmo ser visto no cinema). E sim, Tom Cruise deve ter feito um pacto com o Crowley para conservar a aparência, não há outra explicação. 5 estrelas

Ascensão (2021): documentário sobre o dito “sonho chinês”, focado em produção, produtividade e um verniz de ocidentalização. Abusos e condições de trabalho degradantes desde o chão de fábrica até o mundo corporativo. Direitos humanos vistos como uma falácia ocidental em um mundo em que só importa a sobrevivência – e, claro, com esse tipo de pensamento os abusos se perpetuarão. 4 estrelas

Direto do Túnel do Tempo

Asas do Desejo (1987): não curti da primeira vez que vi, há uns 15 ou 20 anos. Dessa vez, achei poético e gostei tanto que emendei em Tão Longe, Tão Perto (que fica devendo bastante). 4 estrelas

Viagem ao Fim do Universo (1963): em 2163, a nave espacial Ikaria parte em uma longa jornada em busca de vida no sistema estelar Alpha Centauri, mas a tripulação (obviamente) se depara com uma emergência que pode levar todos à morte. Filme tcheco que serviu de inspiração para Star Trek, 2001 e outros clássicos da ficção científica. A estrutura é a de um episódio de ficção científica e eu assistiria uma série inteira com esses personagens. 5 estrelas

Orfeu (1950): adaptação do mito grego à França contemporânea. Fiquei impressionada com os efeitos visuais, muito bem feitos considerando-se a época em que o filme foi produzido. 4 estrelas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.