Livro: Billy Summers

Livro da vez: Billy Summers, de Stephen King.

Billy Summers é um matador de aluguel e meu primeiro pensamento quando comecei o livro foi “não faltava mais nada, agora vou torcer por um matador de aluguel” – porque a gente sempre acaba torcendo pelos protagonistas do King.

Para aliviar a consciência (do personagem e do leitor), Billy só mata homens ruins. E este é seu último trabalho. A grana é boa e ele vai se aposentar. Mas… há algo de errado nesse trabalho, e Billy pressente isso desde o começo.

Esse não é um livro típico de Stephen King. Não há monstros, fantasmas ou outros elementos sobrenaturais. Por outro lado, esse é um livro muito típico de Stephen King se você, como eu, virou fã do escritor não exatamente por causa das tramas, mas dos personagens. Em Billy Summers, há os flashbacks que geram familiaridade, os dilemas interiores e as contradições que estão presentes nos melhores trabalhos do rei. Billy é apaixonante. Mas ei, não pense que a trama não é boa! É sim, bem amarradinha e com umas guinadas surpreendentes.

Uma excelente porta de entrada para quem nunca leu nada do King e, ao mesmo tempo, uma história certeira para agradar os Leitores Fiéis.

Estrelinhas no caderno: 5 estrelas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.