Sai de mim!

A sexta-feira treze resolveu passar por aqui com uma semana de atraso.

Primeiro, acordo passando mal até dizer chega. Princípio de desidratação, provavelmente. Você sabe o que acontece com as crianças quando começam a desidratar, não sabe? Pois é, eu tava igualzinha – só que sem mamãe por perto pra cuidar de mim.

Quando consigo melhorar e vou me arrumar pro trabalho, já pensando na saída da noite, descubro que “aquela” blusa preta que eu adoro mas, por obra do destino, ficou anos encalhada, já não tem mais nada a ver. Não a adoro mais. Coisas da vida, sabe como é.

Procuro uma segunda blusa. Linda, e ainda é a minha cara. Quase saindo, percebo que ela está descosturada. Ótimo.

Já atrasada, desço às pressas pra garagem. Entro no carro e ligo o som, como sempre. Só que não funciona. Legal, não falta acontecer mais nada. Não pode ficar pior.

Ah, pode. Sempre pode.

O som não funcionou porque deixei os faróis ligados ontem. Bateria descarregada.

E cá estou eu, atrasadíssima para o trabalho, esperando o atendimento 24 horas do seguro me socorrer.

Xô, urucubaca!

Atualização
– Esqueci de contar que perdi a hora do salão por causa da ziguizira. Unhas em estado lamentável.
– Tenta passar um endereço de Brasília para um suporte de São Paulo, que tem de retransmitir os dados para o suporte local. Tenta, e vê o telefone-sem-fio que vira.

One thought on “Sai de mim!

Comments are closed.