O que aprendi com blogs em 2007 [Desafio 21]

Este texto é a parte 5 do Desafio 21 Dias Para Fechar o Ano com Chave de Ouro.

1. Escrever um blog dá trabalho.

Se você é exigente, quer fazer textos de qualidade e busca temas que interessem ao leitor, blogar não é piquenique. Cada texto do Dia de Folga leva, em média, 2 horas para ser escrito. Sem mencionar que, se é uma resenha de filme, há o tempo no cinema; se é uma receita, a pesquisa e o preparo (às vezes, com seguidas tentativas para corrigir erros) levam horas.

2. A parte administrativa dá mais trabalho ainda.

Especialmente quando se trata de monetizar o blog. É preciso estudar, ler bastante, fazer testes, descobrir programas de afiliados, otimizar anúncios… um porre. E ainda há os ajustes de layout, os upgrades do WordPress (constantes e trabalhosos esse ano), a busca por plugins bacanas… O desafio é manter o equilíbrio entre o tempo gasto com os bastidores e o tempo dedicado à elaboração dos textos, que devem sempre ser o foco do blog.

3. Parcerias são bacanas.

Sempre fui aquela aluna que, quando o professor mandava fazer um trabalho em grupo, perguntava se podia fazer sozinha. Sou individualista, sim. Acontece que, como todos estão carecas de dizer, blogs são conversações. Quando você conversa, acaba conhecendo gente com quem dá vontade de trabalhar, de tocar projetos. Para ficar num só exemplo, os vários BlogCamps de 2007 não teriam acontecido se não tivessem surgido diversas parcerias entre blogueiros. Um blogueiro só não faz um evento.

Vai daí que tenho deixado meu individualismo de lado. Passei os 3 primeiros anos como blogueira recusando as parcerias que pintavam. Esse ano, a postura mudou. A Nosphie me convidou para um novo projeto (no ar em breve), junto com outras moças blogosféricas; o Manoel me incluiu no Balela.INFO. E 2008 será mais interessante por isso (ou eu vou ficar louca por não conseguir cumprir os combinados e você terá notícias minhas diretamente do hospício).

4. A blogosfera retrata o mundo real.

Muito óbvio isso, não? Mas tem gente que se esquece e quer acreditar que a blogosfera é um mar de rosas, para usar a expressão da Nospheratt. Não é. Tem gente chata pra burro, gente intragável, gente abusada, gente sem graça, gente que você detestaria encontrar numa mesa de bar.

E tem gente maravilhosa. Gente amiga, gente com quem dá pra bater papo por horas, gente de quem você tem saudades, gente que ajuda nos momentos críticos, gente divertida, gente solidária. Eu poderia dar vários exemplos, mas dois são especiais:

  • o Janio acolheu o DdF num momento crítico, depois de problemas em duas outras hospedagens, quando nada funcionava a contento há um mês e eu já perdia a vontade de continuar tocando o blog em domínio próprio.
  • a Lu Freitas acolheu a autora do DdF (sim, eu) na casa dela, de coração aberto, por mais tempo do que o necessário e apesar da bagunça que, inevitavelmente, hóspedes trazem consigo. A Lu é jóia rara, mesmo.

5. Ainda há muito por fazer.

O DF não é um blog pronto e acabado – nunca será. Já mudou de cara algumas vezes e desafia-me com freqüência. Tenho planos que não saíram do papel, tenho muito a construir.

No caso da blogosfera, a quantidade por realizar é ainda maior. O Café.com Blog deixa claro como é preciso trabalhar para mostrar ao empresariado que blogs são mídia relevante; por outro lado, a polêmica campanha do Estadão indica que estamos no caminho certo.

A blogosfera mal começou a engatinhar. Se eu achava que 4 anos de blog era tempo pra caramba, hoje percebo que não é nada. Que venham, então, mais 4 anos.

Atualização: o projeto com a Nosphie, que mencionei acima, acabou de entrar no ar! Visite o Deusário!

11 thoughts on “O que aprendi com blogs em 2007 [Desafio 21]

  1. Eu perdi a conta de quanta coisa boa aprendi esse ano. Sem contar as novas amizades. A verdade é que acabei de completar um ano com o Rockerspace, que foi quando comecei a levar os blogs mais a sério. Sei que estou engatinhando ainda, mas com certeza, já foi um bom início. Parabéns pelo trabalho que você desenvolve no Dia de Folga. Continue sempre assim. 🙂

  2. Comentários por parte:
    1- Escrever 1 blog dá trabalho… imagino então escrever 3 (aqui, o deusário e o nossa opinião)
    Eu acabei optando pelo infoblog, mas como agora eu só leio blogs de quem eu conheço (virtualmente ou pessoalmente, mas não conte que isso é segredo) e essas pessoas raramente vão ler o infoblog, resolvi voltar com meu blog pessoal…

    2- abandonei completamente a monetização… quero dizer, ta lá, mas não vou me preocupar com isso. Como eu disse para a Nospheratt, meu blog é como o meu bonequinho do the Sims: vou ficar feliz se ele render mais, mas isso não muda quase nada no meu bolso.

    3- encontrar pessoas é ótimo!!! Acho que não pergo mais nenhum blogcamp pelas redondezas (se a Amanda não me encher de porrada, claro)

    4- encontrei ótimos amigos na blogosfera! alguns como o Fugita são de loooonga data, mas a Blogosfera nos aproximou bastante…

    5- Aguardando ansiosamente as futuras mudanças no Dia de Folga!!!

    abraços!
    Jonny

  3. Pingback: Geek Chic
  4. Olá, moça de olhos lindos!
    Ando por aqui desde 2005, mas estive meio fora do ar.
    Já vi seu blog se aperfeiçoar um bocado. Está show! Parabéns.
    Concordo com seu post: o lance do tempo, do trabalho, da qualidade das suas pesquisas (notório), de que tem gente que comenta e é chata, encrenqueira, polêmica e por aí vai.
    Bjim

  5. Bah, nem me fala desses problemas com bastidores do wordpress, perdi muito tempo com isso, porque entrei na brincadeira sem saber nada mesmo!
    Uma coisa que têm me ajudado bastante foi que deixei de escrever os post e publica-los na hora.

    Bah, todo mundo já me falou tri bem dessa hospedagem do Janio, inclusive ele próprio quando eu ainda era prisioneiro do Blogger. hahuahha

    =D

  6. hahahaha… Vou te contar, pequena: foram os dias mais divertidos do SEMESTRE, sem dúvida alguma! Adorei! E vc é a hóspede dos sonhos – ajuda, é divertida, maravilhosa. Acho que é, mesmo, um caso de irmandade via blogosfera.
    Venha sempre que quiser e puder, viu? Os gatos mandam ronrons… 😀
    bj

  7. Oi Lu:
    Estava escrevendo um post, resolvi dar uma “bizoiada” por aí. Achei seu blog no Chá de Hortelã.
    E tem toda razão. Se quer fazer uma coisa decente, tem que pesquisar sempre. Aprendi muita coisa com o Alessandro Martins http:www.alessandromartins.com/
    Inclusive sou comentarista do blog dele. Então, como sou nova no pedaço, vou aprendendo. Gostei muito do seu blog. Bastante diversificado e muito bom de ler.
    Até mais.

  8. Oi Lu:
    Adorei a sua visita. Venho aqui sempre. E agora vou pegar uma recitinha sua.
    Ah, já sei não é aqui.
    Achei tão bom comentar aqui e melhor ainda: vc responde.
    Bjos

Comments are closed.