Mais recentes

Breves comentários sobre os filmes que andei vendo na última semana, todos concorrentes ao Oscar 2006.

Munique: quase três horas de filme, que você nem vai sentir passar. Muita, muita ação mesmo. Bons atores. Um pouco de drama de consciência, mas nada de longos discursos moralistas. Uma crítica à cadeia de mortes que o terrorismo causa, à insaciedade do monstro da vingança, ao círculo vicioso que se cria. Tio Spielberg fez um bom trabalho, como quase sempre. Mas não é filme pra Oscar, não.

Orgulho e Preconceito: alguém me explica como é possível que esse filme não esteja concorrendo ao Oscar de melhor fotografia? Visualmente belíssimo, muito mais que seu concorrente da montanha. Excelente elenco – mas também não é caso de dar o Oscar de melhor atriz a Keira Knightley. Ela está bem no papel, sim, mas nada de estupendo. O figurino também é de tirar o chapéu. A história é clássica, um romance impossível. Quando o filme acabou, o sentimento de “Já?!” foi unânime. O site Adoro Cinema informa que as versões norte-americana e inglesa têm finais diferentes.

Paradise Now: parece que esse é o ano do terrorismo na telona. Quase cinco anos após o impacto devastador do atentado ao WTC (sem trocadilhos, por favor), o cinema aborda o tema com força total. Se Munique puxa a brasa para os israelenses, Paradise Now olha a coisa sob o ângulo dos palestinos. Tenta catequizar, é verdade, mas faz o necessário contraponto, mostrando a insanidade toda da situação. Bons atores, bom roteiro, boa direção. Não vi os outros concorrentes ao Oscar de melhor filme estrangeiro mas, se Paradise Now ganhar, certamente não será injustiça.

12 thoughts on “Mais recentes

  1. Olá!!!

    Jura que você gostou do Munique? eu não aguentava mais… Concordo que o filme é bom, mas fiquei com faniquito de tanto tempo sentada… rs

    Beijos

  2. Os ingleses têm histórias clássicas lindas, uma delas é Pride and Prejudice.
    Vou dar um jeito de assistir a essa versão, com certeza!
    Em tempo: já assistiu à versão com a Emma Thompson e o Colin Firth (Que faz Mr. Darcy e, coincidentemente, o Mark Darcy de Bridget Jones? – Fenomenal!)
    Kisses
    Andie
    @};-@};-@};-@};-@};-

  3. Me disseram que Munique é extremamente sonolento, Lu. mas, mesmo assim eu estou a fim de assistir, embora que ddizem que p tio Spielberg puxa a sardinha pro lado Judeu… nada mais óbvio visto a ascendência dele.

  4. dos q estão concorrendo só assisti Crash….preciso urgentemente ir ao cinema depois das suas impressões…beijos, amiga

  5. \:d/ Ah.. Lu que bom ler assim vou preparada pro cinema
    Adoro essas ruivinhas do seu template!
    Beijooooooooo @};-

  6. Adorei Munich, principalmente por ter saído do cinema extremamente perturbado com toda a questao do filme.

    Ja em relação ao Pride & Prejudice, acho que merecia uns Oscars sim… Realmente nao tem nenhuma atuação fora de série, mas o filme como um todo é MUITO bem feito… Ha muito nao vejo um filme tao bem feito em todos os detalhes…

  7. Lu, eu tô na maior torcida por Paradise Now, não acho que tentou “catequisar”, não… acho que mostra um ângulo bem cruel e mais humano dos que cometem esse auto-sacriífico… achei tão lindo… beijão e bom carnaval!

  8. hm … não vo comentar esse post, mais sim o de baixo ? Pq aqui ? Acho que tenho mais chances de ser lido …

    O post de baixo, bom, um dos mais perfeitos que eu já li em vida, e olha que eu fuço trilhões de blogs alheios …

    Retrato descarado do que é a maturidade, senti como se fosse um relato sobre o que eu mesmo estou passando a algum tempo …

    c tah de parabéns … t+

Comments are closed.