Globo de Ouro 2008

Nem deu gosto acompanhar a 65ª edição do Globo de Ouro. A greve dos roteiristas, que se arrasta por meses e prejudicou as temporadas de vários seriados (com efeitos sentidos, inclusive, no Brasil, apesar de sempre estarmos alguns episódios atrasados) impediu a realização da cerimônia com o tradicional jantar, a presença dos atores consagrados, a pompa e a circunstância. Esse ano, tudo não passou de uma coletiva à imprensa mixa, sem graça, com meia hora de duração.

Desejo e Reparação ganhou o Globo de Ouro de melhor filme dramático. Assisti ontem à produção (até o fim da semana, deve ter resenha por aqui) e posso dizer que o prêmio foi merecido. Desejo e Reparação também ganhou como melhor trilha sonora.

Conduta de Risco concorreu a quatro prêmio , mas morreu na praia.

Javier Bardem (um dos elementos que elevaram a qualidade de O Amor nos Tempos do Cólera) levou o prêmio de melhor ator coadjuvante por Onde os Fracos Não Têm Vez, ainda em cartaz no Brasil.

No universo dos seriados, meu amado-idolatrado-salve-salve Hugh Laurie perdeu o prêmio de melhor ator em série dramática para Jon Hamm, por Mad Men (que ganhou como melhor série dramática). A série, ainda inédita no Brasil, passa-se nos anos 60 e trata do universo de publicitários.

O curioso é que, das 3 temporadas completas de House M.D.[bb], a terceira, que levou à indicação de Hugh Laurie nesse ano, é a melhor. A Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood deve ter pensado “nah, ele já ganhou duas vezes seguidas, vamos dar chance a coisas novas”.

David Duchovny, o eterno Agente Mulder, levou o Globo de Ouro como melhor ator em série cômica. Ele interpreta um escritor em Californication, ótima série, levada ao ar pela Warner Channel no Brasil.

A festa do Oscar 2008 está agendada para 24 de fevereiro. Será que os fãs de cinema terão de contentar-se com outra coletiva tediosa?

Serviço

6 thoughts on “Globo de Ouro 2008

  1. Minha Nossa Senhora, com tanta coisas feita, será mesmo que não tinha algo melhor para as indicações. Eu creio que haja pizza nessas escolhas, sinceramente falando. Amo cinema e video e longe estou eu de criticar nada porque não estudei prá isso, mas como amante estou convencido de que é um tanto pobre a lista. Ou será que pobre é a quase nenhuma alternativa?

  2. Eu acho que até prefiro uma coletiva do que a tradicional festa do Oscar. Haja paciência para todos aqueles musicais cafonas.

  3. Carlos Lima, não tenho como julgar com exatidão, porque não conheço todos os concorrentes. O que sei é que o Globo de Ouro costuma primar pela qualidade dos indicados (o que nem sempre ocorre no Oscar, por exemplo).

    Noronha, o Oscar muitas vezes é monótono mesmo, mas, já que não tivemos Globo de Ouro, espero pelo menos que tenhamos a festa da Academia…

  4. Eu nunca fui de acompanhar nada dessas festas. Nem o festival de gramado, que é relativamente perto, eu acompanho.

    Mas adorei o fato de a única série que eu aturo ter ganhado algo, David Duchovny foi muito bem na série mesmo, mas espero com todas as minhas forças que a greve prejudique Californication, pois meu palpite é que a 2° temporada vai ser um lixo.

    Beijo

  5. ja vi esse filme ai “Onde os Fracos nao Têm vez” e é uma porcaria.
    Sim, nao estreiou no brasil mas eu baixei e qualidade de dvd.

    Uma bela bosta.

    Perdi meu tempo.

  6. Californication é bom é?
    Juro que olhei com desdém, mas também nunca tive a oportunidade de assistir.
    Beijo

Comments are closed.