Classificados

Procura-se alguém em quem se possa confiar. Alguém que saiba compartilhar dores e alegrias. Alguém que tenha problemas, mas não se afogue neles. Alguém que mantenha a cabeça erguida, o olhar no futuro, os pés no presente e a mão estendida, para caminhar junto a mim.

Procura-se alguém que não confunda amor com subserviência, que não abuse dos amigos, que não se apegue às tristezas.

Procura-se alguém que viva cada dia como se fosse o último.

Procura-se alguém que dê valor às coisas simples e aprecie as sofisticadas.

Procura-se alguém que não prenda, não amarre, não ameace, não faça chantagens.

Procura-se alguém que peça ajuda francamente, quando precisar, e que também saiba ajudar.

Procura-se alguém que deseje crescer comigo.

Procura-se alguém que fale de mil coisas ao mesmo tempo: da última fofoca às mais novas teorias da física quântica.

Procura-se alguém que ache graça em rever um episódio de seriado pela enésima vez, bebericando vinho, e que depois tire um cochilo gostoso ao meu lado.

Procura-se alguém que ouça de vez em quando. Que respeite meus limites e não os force uma vez por semana. Que tenha gosto pela vida, mesmo quando a vida é desgostosa, porque sabe que, no fim das contas, todo desgosto passará.

Procura-se alguém para dividir brigadeiro de panela, milkshake de confeitaria e o croissant gigante da delicatessen.

Procura-se alguém para sair por aí, sem rumo e sem vergonha.

Procura-se alguém para amar, que se deixe amar e que saiba amar.

Tratar aqui.

(Escrito em 15.9.2011, em meio a uma fossa que já passou. Tudo tem vantagens, e a fossa tem duas para mim: emagrece e provoca escritos. 😉 )

4 thoughts on “Classificados

  1. Procuro alguém exatamente assim… Mas não sou muito exigente ^^

  2. LArry, desculpa te desanimar parceiro, mas parece que o post tem endereço certo!

Comments are closed.