Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos

Nenhuma mulher é perigosa se você sabe como tratá-la (Taxista)

É muito mais fácil aprender mecânica que psicologia masculina.
A uma moto, pode-se chegar a conhecer a fundo; a um homem, jamais. (Pepa Marcos)

Ficha técnica

Mujeres al Borde de un Ataque de Nervios. Espanha, 1988. Comédia. 89 minutos. Direção: Pedro Almodóvar. Com Carmen Maura, Antonio Banderas, Julieta Serrano, Rossy de Palma, María Barranco, Kiti Manver, Fernando Guillén.

Em Madri Pepa Marcos (Carmen Maura), uma atriz que está grávida mas ninguém sabe, é abandonada por Ivan (Fernando Guillén), seu amante, e se desespera tentando encontrá-lo, pois deseja que ele lhe explique por qual motivo a deixou. Enquanto tenta falar com ele recebe a visita Candela (María Barranco), uma amiga que se apaixonou por um desconhecido e agora que descobriu que ele é um terrorista xiita teme ser presa. Mais tarde chega ao apartamento Carlos (Antonio Banderas), o filho de Ivan. Ele está acompanhado de Marisa (Rossy de Palma), sua noiva, pois os dois estão procurando um imóvel para alugar. Marisa sem saber bebe um gaspacho cheio de soníferos, que Pepa tinha preparado para Ivan, mas uma confusão realmente acontece quando fica claro que Ivan vai para Estocolmo com Paulina Morales (Kiti Manver) e Lucia (Julieta Serrano), a mulher de Ivan, planeja matá-lo. Apesar de ter sido preterida, Pepa quer fazer de tudo para salvar a vida de Ivan.

Mais informações: Adoro Cinema.

Comentários

4 estrelas

O resumo(??) acima dá uma boa idéia do que é esse filme de Almodóvar – uma teia de encrencas que aumenta a cada cena. São mulheres um tanto neuróticas, sim. E adivinha quem causa suas neuroses? Os homens, claro. É fácil identificar-se com uma ou outra situação, ainda que nem sempre, na vida real, tomem-se atitudes extremadas como as das personagens. Tomadas simples, cenários comuns. Chama a atenção o colorido exagerado, talvez decorrente do visual predominante nos anos 80. Aliás, há outros exageros típicos da década presentes nas cenas, como os brincos de Candela.

Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos é um bom filme, bom texto e boas risadas, que fazem valer a locação, embora não seja o melhor filme do consagrado diretor espanhol.

14 thoughts on “Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos

  1. Nunca vi os famosos filmes do Almodovar. Acho que nao sou louca por cinema, sabia? Eu vejo um filme quando estou ou entediada, ou muito interessada em algum. Fiquei interessada nesse! Beijos

  2. Fiquei um pouco decepcionada com o filme em função dos comentarios que tinha ouvido antes. Faz tempo que vi, acho que uns 4 anos, mas diria que fora o Almodóvar, poucos são os cineastas que entendem realmente a alma das mulheres. Feliz dia dos namorados! Beijus,

  3. E não tem nenhum personagem bonzinho que honre os homens bonzinhos, é?
    E essa moça que vive em Brasília, como ela está?
    Estou bravo com ela porquê não comentou no meu blog ainda….

    Beijão!

  4. Oiê!!!

    Essa semana descobri muitas falhas na minha cinefilia… Mas elas se justificam: filme bom na tv a cabo só passa quando eu não posso ver, amigos que gostem tanto quanto eu de cinema não existem na minha vida, dinheiro me falta… Acho que, com tantos problemas, eu deveria é agradecer pelos que eu consegui assistir…

    Boa semana para você!!!

    Beijos

  5. Aninha, sou cinéfila assumida! Esse é interessante, mas “Fale com ela” e “Má educação”, ambos também do Almodóvar, são melhores.

    Luma, eu também esperava mais desse filme…

    Camilo, homens bonzinhos não existem. São como o Papai Noel. E eu não sabia que você tinhaatualizado o blógui, depois de quatro meses sumido! Prometo comentar logo, logo!

    Sabrina, ruim com eles, pior sem eles, hehehe. Sobre a página, isso é padrão no WordPress, que é a plataforma que uso para gerar o blógui…

    Cris, também tenho falhas na minha formação cinéfila… agora, com DVD-player, estou tentando correr atrás, mas falta tempo!

    Bjos a todos!!!

  6. \:d/
    Gosto deste filme, mas recomendo “Ata-me” com o gatíssimo do Banderas.

  7. Ata-me e Fale com ela são infinitamente melhores que Mulheres a beira…

    beijocas e boa semana pra ti, Lu

  8. Fui assistir a esse filme quando era bem novinha, achei um porre, mas agora acho que vou conferir de novo, afinal outra cabeça.

    Beijocas

  9. Drika, comece com “Fale com ela”. Acho que amanhã escrevo algo sobre ele aqui.

    Márcia, o Banderas está em “Mulheres à beira…”, mas mal dá para reconhecê-lo! Acho que verei “Ata-me” na próxima semana!

    Mônica, “Ata-me” está na lista de filmes a assistir!

    Doidivanas, é verdade, as nossas impressões mudam. O filme não é espetacular, mas não o achei um porre, não.

    Bjos!!!

Comments are closed.