Marina Silva pediu demissão do MMA

Marina Silva Lembrei-me do texto Um passo à frente, dois atrás, que publiquei aqui no DF no fim de 2007. A saída de Marina Silva do comando do Ministério do Meio Ambiente representa exatamente isso: um retrocesso, um atraso tremendo na política ambiental brasileira – provavelmente, o seu fim. Isso menos de uma semana depois da notícia de que a cana-de-açúcar já ocupa o segundo lugar na nossa matriz energética. Como eu disse: um passo à frente, dois – ou dez – atrás.

Com a partida de Marina Silva, cai um dos pouquíssimos bastiões de integridade do governo Lula. No que tange ao meio ambiente, descem por água abaixo quaisquer esperanças de um desenvolvimento sustentável, em que o interesse coletivo seja colocado em primeiro lugar.

Marina lutou bravamente enquanto esteve à frente do MMA, com uma determinação que contraria sua imagem frágil de quem já sofreu muito. Perdeu quase todas as lutas para interesses financeiros, corporativos e imediatistas. Percebeu a iminência da sua última derrota ontem, quando era claro que seria aprovava a medida provisória que amplia a extensão das áreas da União que podem ser exploradas e desmatadas na Amazônia sem a necessidade de licitação, medida provisória esta que veio para legalizar a situação de criminosos.

Hoje deveria ser um dia triste para todos que se preocupam com o meio ambiente e com o Brasil.

Serviço

Foto: Agência Brasil, encontrada na Wikipédia.

7 thoughts on “Marina Silva pediu demissão do MMA

  1. Não sei como ela conseguiu ficar até agora.
    O pouco interesse demonstrado pelo PT na questão ambiental deve ter sido terrível pra alguém como ela.
    Com a saída dela e com o governador da motoserra lá do Mato Grosso querendo ser presidente, dá pra ter uma idéia do que nos aguarda.

  2. Tempão que não apareço por aqui, puxa… Na verdade, tempão que não apareço em lugar nenhum. =P Pelo que posso ver, o Dia de Folga continua como sempre: cada vez melhor. Não estou dizendo da boca pra fora não, é que desde que eu leio seu blog vejo que você se esmera pra dar aquele “grau” e aprimorá-lo sempre. Parabéns, Lu!

    Pra não ficar só no confete e comentar o post, eu também achei triste a saída da Marina Silva, mesmo considerando que ela nunca teve o apoio que merecia. Espero que ela, voltando ao Senado, tenha mais oportunidades, ainda que a princípio eu fique meio cético em relação ao clima naquela Casa.

  3. Agora acabou. Saiu a última pessoa qua ainda dava um certo lastro de seriedade a esse governo decepcionante.

  4. Oi Lu.
    A visão da Marina que está por ai é a visão que a midia construiu. Ela não é essa “imagem” que está ai.
    Trabalho no IBAMA, tenho muito contato com o MMA, e trabalhei 3 anos na amazônia, e lhe transmito que a percepção de quase todos os analistas ambientais tem, é que foi positivo a saida dela.
    Seus quatro primeiros anos de ministra foram muito bons, onde pode aplicar as políticas ambientais de uma maneira de certo modo eficiente, a não ser pela contenção de gastos que engessava muito esta aplicação.
    A partir que ela começou a se cercar de certas pessoas, a qual uma delas eu chamo de iminência parda, ela caiu e muito em qualidade, chegando ao fundo do posso com essa demissão um ano após ela dividir o IBAMA, num ato vil contra a sociedade, funcionários e sobretudo o meio ambiente, pois tal atitude burocratizou ainda mais os trabalhos e aplicações da gestão ambiental brasileira.
    Enfim, ela foi uma ministra que em todo estes anos à frente do ministério, nunca se reuniu com seu subordinados das pontas, que executam todos os processos.
    Procure uma entrevista da viúva do Chico Mendes (outro produto da midia) onde ela disse que “essa turma” se aproveitou da fama do Chico para alavancarem sua carreira. Por essa turma leia-se Marina, Tião e Jorge Viana dentre outros.
    Eu tinha essa imagem maravilhosa da Marina, que todos tem, chegando encantar até a oposição. Imagem essa desfeita ao longo dos últimos 4 anos.
    Espero que como senadora ela se cerque de pessoas mais competentes, que lá ela poderá ajudar mais do que no MMA, onde fazia o papel, segundo Sérgio Abranches, de rainha da Inglaterra: querida, conhecida, respeitada internacionalmente, mas que não manda em nada.
    Esperamos que o Minc, por ser um ambientalista com uma visão diferente da dela faça melhor.

  5. Marina Silva é uma das poucas pessoas que acredito que sabe fazer valer o voto do povo brasileiro… porque segue seus princípios e não os interesses particulares dos coronéis desse país.

Comments are closed.