Jogando por Pizza

Jogando por Pizza - capaAlguns críticos reclamam dos escritores de uma história só. Eu, por outro lado, acredito que a prática leva à perfeição. Agatha Christie é a rainha do crime, Dan Brown adora uma teoria da conspiração institucional, Anne Rice é especialista em bruxas e vampiros (bem… em certos casos a prática leva ao esgotamento da fórmula).

John Grisham, por sua vez,  é famoso por seus romances de tribunal. Histórias de tribunal são quase um gênero à parte no cinema; na literatura, são o filão de Grisham, que até faz a gente acreditar que Direito pode ser interessante (e vários de seus livros foram levados para o cinema, contribuindo para a formação do tal gênero “filme de tribunal).

Sabe-se lá por que, em Jogando por Pizza Grisham resolve sair de seu habitat e aventurar-se pelo… futebol americano. O protagonista é Rick Dockery, jogador  medíocre que, para seu próprio bem, tem de deixar os Estados Unidos após cometer o que seria definido como um belo frango, se jogasse futebol com os pés. Dockery resolve (bem, não exatamente; é o melhor que consegue) mudar-se para a Itália, atrás de uma nova carreira e, quem sabe, de uma nova vida.

Jogando por Pizza é leve, com passagens que provocam risos. É, também, um tanto tedioso; além de ser altamente previsível, as longas descrições de partidas de futebol americano são profundamente desinteressantes para quem não entende do esporte, e não merecem mais que uma leitura dinâmica.

Não é um livro de todo ruim. É até passável, graças especialmente às situações cômicas em que Rick se mete por desconhecer os hábitos e a cultura dos italianos (suas aventuras com um Fiat são hilariantes). Sem dúvida, porém, não faz jus aos grandes romances de John Grisham.

Ficha

  • Título original: Playing for Pizza
  • Autor: John Grisham
  • Editora: Rocco
  • Páginas: 291
  • Cotação: 2  estrelas
  • Encontre Jogando por Pizza.

2 thoughts on “Jogando por Pizza

Comments are closed.