Vá pentear macaco-aranha, Obama!

Macaco-aranha Não bastassem os ecochatos, que prestam um desserviço ao debate ambiental há décadas, destaca-se atualmente uma outra espécie irritante: os ecodemagogos. Semana passada foi a vez do quase-candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, Barack Obama proclamar que a Amazônia é um “recurso global”. O recado, pra lá de óbvio, não passou batido ao jornal The New York Times, que publicou em 18 de maio a matéria De quem é a Amazônia, afinal? (em inglês – no Último Segundo há uma tradução), destacando opiniões favoráveis à internacionalização da floresta – da nossa floresta.

Soberania nacional? Integridade territorial? Pelo visto, Obama e outros formadores de opinião por aí desconhecem esses conceitos – quando se referem ao país alheio, claro. Quer apostar que a reação seria bem diferente se alguém sugerisse a internacionalização da Floresta Boreal do Alasca, por exemplo?

Que se fale em proteção da Amazônia, em responsabilidade do Brasil por cuidar dela, em estipulação de padrões mínimos de conduta, até aí, tudo bem. Não defendo a falácia “ah, eles destruíram o que é deles, logo podemos destruir o que é nosso” – embora a premissa seja verdadeira, um erro não justifica o outro.

Mecanismos de controle do desmatamento, aliás, existem. Na verdade, o simples boicote do comércio internacional a produtos oriundos da exploração predatória da Amazônia já faria um belo trabalho, sensibilizando os produtores onde realmente dói – mas ninguém quer isso, não é? Todos lucram com a devastação da floresta. A diferença é que uns são mais demagogos que outros.

Enfim. É justo e necessário que haja uma preocupação com a preservação e que se discutam regras de exploração racional dos recursos florestais. Agora, dizer que a Amazônia é “do mundo”, que se trata de um “recurso global”, um “patrimônio natural” ou o que quer que seja já é passar dos limites do discurso sensato. Brasília, a cidade em que moro, é patrimônio cultural da humanidade e nem por isso está aberta ao domínio estrangeiro.

Do jeito que a coisa vai, acabo virando republicana.

Foto: Sir. Keko (link para a imagem).

13 thoughts on “Vá pentear macaco-aranha, Obama!

  1. Os interesses dos EUA são outros em relação à Amazônia, não tenho dúvidas disso. Eles falam de uma forma como se o Brasil não tivesse condições de cuidar desse território. Supondo que isso seja verdade, caberia então aos EUA essa tarefa, logo um dos países que mais causam danos ao meio ambiente? Há, aliás, qualquer outro país de 1º mundo que possa fazer isso? Pois é…

  2. Eu concordo que a Amazônia é um recurso natural, e que a Amazônia também um um patrimônio natural, porém, grande parte esta dentro dos 8.511.965 km2 da República Federativa do Brasil.

  3. De vez em quando a galera do outro lado do equador ressucita esse discurso de que a amazônia é um patrimonio natural global. Acima de problemas territoriais ou de soberania, o que temos é o olho gordo em patrimonio natural de valor economico incalculável. O principal problema é que o Brasil não tem políticas públicas para desenvolvimento e preservação da região. Embora eu critique o uso indiscriminado da noção de Desenvolvimento Sustentável, é isso mesmo que devia ser aplicado de maneira massiva na região. Assim todo mundo ganha e a floresta agradece. Mas, acho que o Lula não vê isso como uma das prioridades de seu governo.

  4. Se todos os campos de petróleo do Oriente Médio forem internacionalizados, assim como toda a tecnologia do Vale do Silício, pra mim não tem problema. 😛

    [ironia detected: esse comentário contém ironia exacerbada]

  5. O que me deixa com raiva, é que o povo Americano pensa que seu país é uma enorme mansão, e o resto do mundo é o seu quintal. que podem brincar e fazerem o que der na telha.
    E nós, “brasileirinhos” abrimos a pernas facilmente ao que os “Sinhôzinhos” mandam…

    Parabenizo o blog, de muito bom gosto, conteúdo refinado e GRAÇAS A DEUS, uma boa dose de cultura!!!

  6. Não consigo nem ser de esquerda no Brasil, quanto mais republicana ou democrata. Hillary e Obama nunca me pareceram boas opções… mas enfim…

    O Gilson falou tudo: “olho gordo em patrimonio natural de valor economico incalculável.” Mas é um absurdo que os diversos governos brasileiros não tenham dado a devida atenção a uma região do país gigantesca e problemática. Nessas horas consigo concordar com os militares que estão criticando as demarcações de reservas indígenas. A Amazônia deveria ser um bem inestimável, no entanto vive esquecida pelo Estado e explorada por inescrupulosos.

  7. claro q como filha de militar o post tinha q ser este mesmo, rsrsrs… mas… concordo com vc!

    bjocas

  8. Espero que os Republicanos irão ganhar nos EUA. E espero também que tomem a Amazônia mesmo. Cansei de ver brasileiroide com aquele papinho de “nossa floresta”. Nossa floresta? Pois bem, NOSSA floresta está acabando dia a dia. Vejo muita gente falando que defenderiam a Amazônia com armas em punho caso os EUA (alvo favorito de qualquer pseudo intelectual, pseudo revolucionário ou qualquer porcaria que o valha) tente invadir a Amazônia. Bem, se é NOSSA floresta e lutaremos por ela, porque não sacar as armas agora e ir trocar tiros com os madeireiros no Norte? Tem que esperar os EUA chegar (que não vai acontecer, só na cabeça oca dos esquerdistas deste país) para fazer alguma coisa? Tsc tsc tsc. Tomara que tomem mesmo esta floresta e façam melhor uso que nós.

  9. Aaaah claro…
    os americanos vão plantar um monte de arvorezinha na floresta amazônica, né? –‘
    eles tão querendo “tomar” pra fazer bom uso, né? kkkkkkk’
    aí tu acredita em papai noel tbm, né?
    ;*

  10. Pois é né Sr. Pseudo Qualquer coisa,
    Você acha mesmo que os americanos vão fazer melhor uso da Amazônia do que nós? E, se você acha que defender o nosso patrimônio é coisa de cabeças ocas esquerdistas, então você não sabe de nada. Por que, então, ao invés de ficar aí somente criticando, você também não faz a sua parte? Por que não começa por você a luta contra os madeireiros ilegais? E antes que você jogue essas perguntas de volta para mim, quero dizer a você que eu já fiz a minha parte: comecei assinando o mainfesto “Amazônia para Sempre”. Minha escola recolheu 22 mil assinaturas. Pelo menos tem gente que faz alguma coisa,ao invés de ficar sentado atrás da tela de um computador só reclamando!
    Quem quiser participar, procura no site:www.amazoniaparasempre.com.br/
    É melhor do que ficar coçando o saco, Luís.

  11. eu acredito num impossivel invasão dos ameicanos e europeus eu acho é pouco ainda

Comments are closed.