Não é que eu esteja à toa

Quando passo uma semana ou mais sem escrever por aqui, quase sempre é quando o blog mais me toma tempo. Por mais que eu pareça estar esquecida do Dia de Folga, o que acontece é justamente o contrário: instalação de plugins, ajuste de layout, verificação de estatísticas, otimização do site e vários outros serviços de bastidores, do tipo mais escravizador e menos valorizado, mas essenciais quando se tem um blog em plataforma própria e hospedagem contratada.

Nada de folga para mim, portanto.

Juro, às vezes tenho saudade da época do weblogger, quando minha única preocupação era escrever.

Aí, lembro-me das inúmeras vezes em que queria simplesmente escrever e a porcaria do serviço estava fora do ar (ou você acha que não coloquei o link para o weblogger por esquecimento?).

Não há bônus sem ônus, é o que dizem. Isso também se aplica aos blogs.

6 thoughts on “Não é que eu esteja à toa

  1. O que era pra ser folga se tornou trabalhoso. Isso não é pra mim! (rs*) Prefiro deitar na cama arrumadinha. Sabe que já tentei esticar os lençóis e não deu certo.
    Feliz Páscoa! Beijus

  2. Depois que migrei para o wordpress não mechi uma palha, hehe. Só tenho uns dois plugins instalados. por isso que meu template é tão pobre. por enquanto estou pensando só em escrever. mas, vou mudar isso. Está na hora de uma arrumada na casa.

  3. Antigamente só era necessário cuidar do conteúdo. Agora? Tem que cuidar do conteúdo, da imagem, da funcionalidade, do SEO… Não é fácil, mas é gratificante!

Comments are closed.