Falta menos de um mês para o terror, digo, para o NaNoWriMo.

Eu gosto de projetos. Já deu pra perceber, né? Gosto de listas, desafios, prazos. Mas olha, dessa vez não estou tão confiante em conseguir completar a próxima missão que me coloquei.

NaNoWriMoÉ que, depois de dois anos ensaiando, resolvi participar do NaNoWriMo, ou National Novel Writing Month. Trata-se de uma maluquice inventada por um grupo de uns vinte doidos há 14 anos e que hoje conta com centenas de milhares de participantes ao redor do mundo. Em resumo, é o seguinte: novembro é o mês de escrever um romance (“novel) de pelo menos 50.000 palavras. Ou seja, quase 1.700 palavras por dia.

Todo mundo que já tentou escrever sabe que esse número é insano, mas essa é mesmo a ideia da coisa. Com uma meta tão ambiciosa, você se força a desligar o censor interno. Não pode editar enquanto escreve. Não tem tempo pra buscar a frase ideal. Por não se render ao perfeccionismo, as chances de conseguir concluir o romance são maiores.

“Ah, mas e a qualidade?”. Ela não é o foco do NaNo. O foco é escrever como se não houvesse amanhã, e chegar em dezembro com o primeiro rascunho do seu romance. Já dizia Hemingway: “o primeiro rascunho de qualquer coisa é uma merda”. Sempre. Mas é a peça mais importante para, enfim, produzir algo que valha a pena. Sem o primeiro rascunho de merda, você nunca terá um bom livro.

As regras para participar do NaNo são poucas. Em resumo:

  1. Você deve começar a escrever a história do zero em primeiro de novembro (mas pode fazer um planejamento antes).
  2. O texto deve ser um romance, ou seja, uma prosa ficcional.
  3. Para ser considerado vencedor, precisa copiar e colar o romance no contador de palavras do NaNo até 30 de novembro, e conseguir validar 50.000 palavras (para isso, você precisa se cadastrar no site).
  4. Ninguém vai ler seu texto. Você não precisa ficar com vergonha.
  5. Você pode escrever em qualquer idioma (mas o site do NaNo é todo em inglês, com exceção dos foruns regionais – o Brasil está lá).

No site do NaNo você encontra as respostas a todas as suas dúvidas e toda a história e os números do desafio. No blog Nem Um Pouco Épico há alguns textos sobre o NaNo, inclusive um FAQ bem-humorado. Existe também um twitter oficial e uma comunidade de brasileiros participantes no facebook.

Então, vai encarar? Quanto mais gente entrar no surto na brincadeira, mais divertida a coisa fica!

5 thoughts on “Falta menos de um mês para o terror, digo, para o NaNoWriMo.

  1. Lu, que coisa maluca! E eu aqui tentando imaginar quantas páginas escritas com espaçamento simples uma pessoa precisa escrever por dia para atingir as 1.700 palavras…. Você imagina quantas seriam? Estou suuuuper pensando emparticipar; nunca tinha ouvido falar sobre isso, o que é surpreendente pois o perfeccionismo é o maior obstáculo que dncontro na hora de escrever. Resultado é que tenho um monte de contos bem escritos, mas nenhum romance….!

  2. @Marina, não tenho certeza… Fui dar uma olhada num conto inacabado que tenho no Google Drive e parece que dá umas 4 páginas. Em formato de publicação, 50.000 palavras equivale a um livro de 150-170 páginas, pelo que li por aí.

    Perfeccionismo é uma droga, né? É o que atrapalha muita gente também na hora de limpar a casa, de fazer destralhamento… é bom se jogar de vez em quando, sem preocupação com a qualidade, só pela emoção da coisa. Participa, sim! Vai ser muito legal te ver por lá!!

  3. Eu juro que gostaria de participar dessa, mas meu nível de loucura ainda não chegou ao seu nível. Eu disse, ainda! =P

  4. @Fabi, eu demorei muito tempo pra criar coragem… começa a pensar aí, e entra na brincadeira ano que vem!

  5. Hahahaha…. acho que vou participar, nem que o resultado seja uma porcaria! Preciso mesmo encontrar tempo para escrever! Mas ainda preciso pensar e digerir essa idéia!

Comments are closed.