Impressões sobre o BlogCamp ES

A bela logomarca do BlogCamp ES

Há duas formas de avaliar o BlogCamp do Espírito Santo, que rolou nos dias 22 e 23 de março de 2008: pelo networking e pelos debates. Dependendo do enfoque, posso dizer que o BlogCamp ES foi excepcional ou que foi esquecível.

Festas e afins

O BlogCamp ES, dos três que já participei, foi o mais pródigo em eventos off-evento. Senão, vejamos:

Quinta-feira teve pré-pré-blogcamp no bar Abertura, na Lama (isso não tem um nome mais simpático, não?). Na companhia do Rafael Silva, conheci a Emily, o Raphael Mendes, o Lucas Lima, o Ivo Neuman (que, surpreendentemente, tem uma profissão séria nas horas vagas) e o Saulo. Conheci, também, o kieber, um dos petiscos de boteco mais gostosos que já vi.

Sexta-feira foi dia de moquecas de badejo e de camarão, com direito a picolé Garoto de sobremesa, no restaurante Pirão (Praia do Canto). Presentes: Rafael Silva, Alexandre Sena, Juliano, Guilherme e Lu Freitas, que chegou do aeroporto direto para a moqueca. O Alexandre fez um videozinho durante o almoço.

Sexta à noite rolou o pré-blogcamp oficial, na filial do Abertura na Praia do Canto.

Sábado à noite, tivemos bar e pista de dança fechada para os blogueiros, no Spettaculo, sob o comando do blogueiro/DJ Raphael Mendes. Ainda teve gente com pique de amanhecer numa rave.

Domingo à tarde, os meninos improvisaram uma pelada (futebol, gente, futebol) à tarde.

Domingo à noite, o pós-blogcamp foi no Abertura – novamente o da Lama. E dá-lhe kieber.

Acha que acabou? Na-na-ni-na-não. Na segunda-feira (24), o Matheus Costa e sua digníssima esposa Mônica levaram as Lus e o Ivo para a praia – foi o pós-pós-blogcamp. Aliás, Matheus e Mônica são um Casal 20 e cativaram pela generosidade e simpatia fora de série, quebrando altos galhos quando o assunto era carona e proporcionando hoooras de ótimo bate-papo.

Dá pra ver que o BlogCamp ES foi um excelente evento para conhecer gente nova, jogar conversa fora, fazer o tal do networking, rir muito e, claro, bolar parcerias de primeira. Foi, também, a chance de reencontrar gente bacana conhecida em outros BlogCamps, como a Miriam Bottan e o Bruno Dulcetti, além de ver ao vivo e a cores o Jonny Ken.

O BlogCamp propriamente dito

O que rolou?

Nada. Niente. Rien. Ou quase.

Teve, no sábado de manhã, a apresentação do Videolog, interessantíssima, feita pelo Mackeenzy. Depois… bom, depois, todos ficaram olhando uns pras caras dos outros, sentados na sala de aula, como que esperando o professor.

A Lu Freitas resolveu agitar a coisa e puxou uma nuvem de tags, montada com a participação de todos os blogueiros e que deveria servir de pauta para as próximas horas. Mas aí, o povo saiu para almoçar, e você sabe como é… o debate esfriou de novo.

A nuvem de tags acabou servindo de norte para a gravação de um podcast, com quase 40 participantes (a maior parte de ouvintes) e uma hora de duração. Você pode ouvi-lo no Radar Cultura. Foi o ponto alto do evento (e adorei essa minha primeira experiência com podcast).

No domingo? Pfff…

Parte da galera que participou do BlogCamp ES - clique para ampliar Ca-la-ro que houve rodinhas de bate-papo e que dessas rodinhas surgiram idéias interessantes. Claro que surgiram parcerias e planos de dominação mundial. Sim, houve contatos proveitosos que não teriam acontecido de outra forma.

Só que é o seguinte: se eu tivesse gasto cerca de 1.000 reais para ir ao BlogCamp na esperança de participar de discussões produtivas sobre os rumos da blogosfera, teria ficado muito puta da vida.

Conclusões e Sugestões

O modelo de BlogCamp já deu o que tinha que dar? Correndo o risco de tomar algumas pedradas, digo que sim. Networking é bacana, mas quando ele se torna a única conseqüência produtiva de um evento, está na hora de rever conceitos.

Isso quer dizer que BlogCamps precisam ser banidos do mapa? Não necessariamente. Acho que o modelo precisa de uma revisão e, talvez, de desmembramentos. Algumas idéias:

1. Durante o BlogCamp, poderia haver módulos de debates previamente agendados, com horário para começar e terminar. O modelo pode seguir o da desconferência: todos falam, sem que um palestrante ponha-se a discursar. Caberia a um moderador convocar os interessados para o debate no horário marcado e avisá-los quando estivesse na hora de encerrar. O papo está muito interessante? Sem problemas, prolonga-se o debate. A questão é: uma pauta vaga e um moderador para lembrá-la aos presentes tornariam os encontros muito mais produtivos e evitariam as caras de o-que-a-gente-faz-agora.

Também no decorrer do BlogCamp, oficinas poderiam rolar, a fim de atender demandas anteriormente detectadas, ou até percebidas somente na hora do evento. O Ivo, lá pelas tantas, estava ensinando a um grupo de novos blogueiros como se faz e para que serve um trackback. Não podemos partir do pressupostos de que todos estão na web há anos.

Saindo da seara dos BlogCamps, uma outra iniciativa que poderia funcionar seriam as videoconferências. Quem não está em São Paulo sente-se freqüentemente isolado, por fora, atrasado. Videoconferências podem reduzir a barreira física a um baixo custo, contribuindo para a inter-relação entre as várias blogosferas Brasil afora, fomentando debates e proporcionando crescimento.

São idéias para que o BlogCamp, uma ótima iniciativa que aproximou blogueiros de norte ao sul do Brasil, não morra por falta de foco.

Agradecimentos e Elogios

Parabéns à Confraria Secreta dos Blogueiros Capixabas (já nada secreta). Elogios especiais para a escolha do local do BlogCamp: de fácil acesso, com várias salas, wi-fi e uma excelente estrutura. A UFES foi o lugar ideal para o evento.

Muito, muito, muitíssimo obrigada a dois fofos: o Rafael Silva, e o Matheus Costa. O Rafa me recebeu no aeroporto, acompanhou-me em passeios e foi de Vitória a Vila Velha de ônibus só pra me levar ao pré-pré-blogcamp (em Vitória). O Matheus, ao lado da Mônica e da filhota, deu caronas para as Lus e apresentou-nos o litoral de Vila Velha.

Falando em Lus, obrigadíssima à Lu Freitas, companheira querida de papos, passeios e hotel, que não me deixa esquecer de comprar água e ainda leva (e deixa por lá) repelente para a desprevenida aqui.

CoolNex Cards do BlogCamp ES Obrigada, também, ao Gustavo, que apinhou o carro dele de blogueiros esfomeados no sábado e deixou-nos em um restaurante à beira-mar com uma moqueca de cação maravilhosa.

Parabéns, finalmente, ao Nick Ellis, ao IdeiasNet e ao iMúsica, pela nova coleção de Coolnex Cards. Só me faltou o do Jacaré Banguela.

Tags

Para saber mais sobre o BlogCamp ES, visite o Technorati, o Flickr e o YouTube.

Imagens: Arlys (logomarca do evento), Jonny Ken (foto da galera) e divulgação (CoolnexCards).

20 thoughts on “Impressões sobre o BlogCamp ES

  1. Perfeito, eu diria.
    Concordo com cada detalhe que escreveu, e acreditei que coisas poderiam acontecer, mas não tomei frente como a Lu Freitas, no primeiro dia.
    Rebeca fez folhas para sugerir pauta, mas que “sumiram” em meio a outras preocupações…
    Enfim…espero por mais encontros, sejam festeiros ou para debates..

  2. Lu, você foi uma excelente companhia. Adorei levar você e a Lu pra passear. Vocês são divertidíssimas!
    Mal posso esperar pelas próximas oportunidades!
    Os botecos nos aguardam!

    Beijo!

  3. Lu,

    Finalmente alguém fala como foi o BCES. Sobre sua opinião do “já deu”, discordo. Não acho que devamos avaliar um modelo baseado na avaliação de um evento. Talvez não estejamos fazendo direito.

    De todo modo, reafirmo que o BlogCamp é, antes de um modelo de encontro, uma comunidade e como tal deve seguir e ‘digivoluir’. Adoro a idéia das oficinas e debates. Vamos implementar isso nos próximos? Já tem SP, SE e MT na fita 😉

    Beijo

  4. Vou junto com o Netto. Não acho que tenha que entrar em extinção, etc. Só acho que talvez a galera não esteja fazendo da manera correta mesmo. É hora de rever, com certeza, apesar de eu não ter achado tão ruim.

    Mas foi como eu disse no meu post, às vezes os BlogCamps podem acabar ficando para certo público-alvo dentro dos blogs, ou seja, para determinados blogueiros.

    Eu não ganho dinheir com meu blog, não faço muito dessas coisas pro-bloggers, falo sobre desenvolvimento, por isso não posso reclamar muito dos blogcamps, já que eles não seguem muito essa coisa de como fazer, como corrigir, bugs, etc, que é realmente o que eu sei. Apesar de eu ter falado um pouco sobre isso em Vitória com alguns, bastante em Curitiba, etc.

    Mas eu creio que podemos dar uma revisada, pra todos poderem participar, tanto o pessoal que tah começando, quer aprender a fazer tal coisa com HTML, mexer no WordPress, quanto ganhar dinheiro, midias, etc, etc, etc.

    Mas eu adorei o Happy Hour, a pelada e as zueras em gerais. Eu vou muito por isso tb. É assim que eu monto meu networking.

    Grande bjo Lu. Muito bom te ver novamente.

  5. Ah nunca fui das mais animadas para ir em blogcamps…rs.
    Mas hein, para mim esse foi pelo menos o evento com o logo mais bonito!

  6. Companheira querida,
    finalmente achei o que estava entalado e vou concordar, pela primeira vez em meses (rsrs) com o Manoel. Acabou não. Acabei de escrever sobre isso: não é só o ambiente, é preciso um esforço conjunto de todos para que o lance aconteça.
    Fica aqui, sempre, a minha gratidão pela tua clareza. Graças a ela consegui chegar a algum lugar. Obrigada, anjinha.
    bj

  7. Legal lu espero que tenha sido otimo sua experiencia e volte a postar para nós bjs

  8. Lu, não é bem sobre o post que quero falar. Sempre que te visitei e deixei comentários, você sempre me respondeu por e-mail, o que te torna diferente de todos os outros blogs que já visitei! Foi super simpático da sua parte e com certeza me motiva a voltar aqui…
    Então, procurei a lista de plugins que você usa e gostaria de saber se tem algum que já te permite responder por e-mail um comentário direto no administrador do WP. Não achei na sua listinha, pode me indicar algum?
    Obrigada!
    Beijo!

  9. Olá! Adoro o título deste blog e o objetivo dele! Idéia bem bacana! Recentemente também tive uma idéia de Meme que consta de um texto através do qual brincamos com os títulos dos blogs para aumentar a rede de integração entre blogueiros e o seu site está entre os indicados da MEMESFERA. Dá uma olhada lá e, se gostar, participa!

    http://www.eitapiula.net/2008/03/27/memesfera/

    Abraços!
    Valeu!

    LadyKafka
    EitaPíula!net

  10. Este evento deve ter sido muito massa !
    Quando terá outro parecido na região sudeste ?

  11. Gente, quando eu disse que o BlogCamp “já deu”, fiz questão de frisar, em seguida, que não quero matálo e enterrá-lo: “acho que o modelo precisa de uma revisão”, só isso. 😉

    Bia Cardoso, o desenho ficou mesmo lindo! É meu preferido também.

    Sam, vai ver que as idéias se aproximam, especialmente por já termos ido a alguns BlogCamps.

    Maria Dalva, o plugin Comment Email Responder permite responder a comentários direto do painel de administração. Cada resposta também é publicada no blog, como um novo comentário.

    Luiz, deve haver eventos semelhantes no segundo semestre, tanto no Sudeste quanto no Sul.

Comments are closed.