Cacau não aguentou.

Devo ter errado na contabilidade. No último 2 de setembro, Cacau morreu.

Saí às 12h30, depois de dar todos os remédios e alimentá-la com A/D na seringa. Voltei às 19 horas, e ela estava morta. Morreu sozinha, e nunca vou me perdoar por isso.

Essa gatinha foi adotada pra ser “a gata da Mel”, minha branquela hiperativa que precisava de uma companhia felina. Foi escolhida a dedo, em meio a tantos e tantos gatos que aguardavam adoção. Ela reunia tudo que eu sonhava: era adulta, fêmea, laranja (ou quase), calma e muito, muito carinhosa. Grudenta, companheira de todos os minutos. Eu sempre disse que era a minha “gata dos sonhos”.

Cacau levou um pedaço enorme do meu coração. A partezinha que sobrou dói tanto, tanto… eu nem poderia começar a explicar o que estou sentindo.

Fica bem, gatinha. Vai brincar com a Mel, vai caçar os ratinhos brancos que você tanto ama, vai amassar pão em cobertores e pijamas de moletom com aquela carinha de êxtase que só você sabe fazer.

Mamãe te ama demais.

A última foto, tirada na manhã de 27 de agosto de 2012.
A última foto, tirada na manhã de 27 de agosto de 2012. Gatinha, currum, bebê, pamonha, panqueca, lôra. Minha gata dos sonhos.
Hein? Eu só quero relaxar...
O terceiro dia da Cacau em casa, em 23 de fevereiro de 2009.

16 thoughts on “Cacau não aguentou.

  1. Poxa Lu, nem sei o que dizer…..
    Sinto muito pela sua filhota; eu ja passei por isso, do seu gato morrer e vc não está la para ajudar ou despedir!!!

    Mas não fique assim, sei que dói muito, mas um dia vc vai chorar de felicidade por ter tido essa gatinha tão especial na sua vida.

  2. Ei Luciana fiquei muito triste com a notícia. Espero que você fique bem.

  3. Lu, querida, com tanto carinho que você deu! Não fique assim. Sei que não adianta falar, mas ponha paz no seu coração. Um braço bem forte e carinhoso!

  4. Poxa, Lu, emocionei aqui. Sinta-se abraçada, querida, porque palavras eu sei que não irão consolar.
    Beijo grande.

  5. 🙁 oh que tristeza sem fim… sinto muito por você não ter podido estar com ela, mas não acho que ela tenha sofrido. Provavelmente foi enquanto dormia, de um jeito tranquilo.
    O vazio é intenso e imenso. Que um dia ele se torne menor.
    Abraços macios.

  6. Ai, Lu… com a correria da viagem, só hoje que vi o post.
    E um pedacinho do meu coração se foi também. Duas perdas tão grandes e tão próximas, não sei se há alguma coisa capaz de dar consolo em uma hora dessas. Eu não sei como estaria, e nem gosto de tentar imaginar.
    Mas prefiro imaginar que ela está em um lugar muito lindo, brincando com a Mel… como as duas sempre fizeram.
    Beijo grande…

  7. CHOREI AO LER O SE TESTO,POIS JA PASSEI POR ISSO DUAS VEZES,IMAGINE O VAZIO DO SEU CORACAO E DA SUA CASA.FIQUE EM PAZ,ELAS OLHAM POR TI DE LA DO CEU DOS GATOS,E QDO ESTIVERES MELHOR ADOTE OUTRAS COMPANHIAS FELINAS,POIS SO ISTO QUE ACALMA A TRISTEZA,DIGO ISSO POR EXPERIENCIA PROPRIA.

  8. Olá! Tenho um gatinho em casa e estou adotando mais duas mocinhas peludas através da “Adote um Gatinho”, e que devem chegar na minha casa essa semana. Estava pesquisando na internet, buscando dicas e informações para aprender a cuidar bem dos meus felinos e achei seu blog. Quero muito elogiar você, por suas ótimas postagens, pelas dicas e pelo carinho e paciência com as suas gatinhas. Li todos os posts, um por um em ordem cronológica e fiquei arrasada quando soube que suas gatinhas haviam partido. Lamento muito, muito mesmo… Meu gatinho ficou doente uns dias atrás, está quase 100% agora, mas sei de tudo o que você passou: A/D, alimentação forçada, remédios de hora em hora, correr pro veterinário quase todos os dias, diarréias intermináveis, dormir pouco, deixar de lado trabalho e vida social por saber que aquele serzinho depende totalmente de você e só de você… Chorei todos os dias, de cansaço, de desespero, de medo, de pena por ve-lo sofrer… Senti muita culpa por saber que ele estava sob minha responsabilidade e estava naquele estado: “Senhor, o que eu fiz de errado?”. Me sentia péssima quando tinha que medicá-lo, alimentá-lo ou limpá-lo e ele ficava nervoso e irritado comigo. Mas tudo valeu a pena, quando há dois dias atrás ele pulou na minha cama pra me acordar, me lambendo e ronronando, feliz e carinhoso e me fazendo sentir a pessoa mais amada do mundo! Então, nem consigo imaginar o tamanho do vazio que você está sentindo agora. Só queria dizer mesmo que lamento demais, e que torço para que você encontre logo conforto por sua dor. E, apesar de respeitar seu tempo, torço para que logo você resolva levar um outro peludo para sua casa, já que você tem tando amor para dar e tem tantos bichinhos por ai precisando de um carinho tão especial como o seu. Além do que, eu acho que te faria muito, muito bem!! :o) Lu, grande beijo, obrigada por seu blog, obrigada por seu amor pelos animais, por sua dedicação, e estou aqui na torcida para que tudo isso não se acabe! Espero logo encontrar novas postagens suas por aqui, com seus novos peludos! Força!! Fique com Deus!

  9. A perda é muito grande, a saudades fica, mas saiba que tu foste tudo para ela nesse tempo que estiveram juntas, fique em paz, tu fizestes tudo o que foi possível e proporcionou um amor imenso a ela!

  10. Lu, encontrei seu blog por acaso… Fiquei muito emocionada ao ler esta mensagem de despedida da sua gatinha. Ela é tão parecida com a minha Lima…
    Não se culpe por não estar ao lado dela no momento que ela se foi, infelizmente não podemos fazer tudo do jeito que gostaríamos. O que importa é que ela foi uma gatinha muito amada.
    Espero que algum dia vc volte com este blog (quem sabe um novo amiguinho), adorei acompanhá-lo, embora bem atrasada!

  11. Eu amo meus gatos, dói muito cabelo boten, então eu não tenho no meu apartamento, porque minha filha é alérgica a pêlos de gato, mas eu gosto muito.

Comments are closed.