BlogCamp SP – inscrições abertas… e fechadas.

Durante meses, foi o suspense: “e aí, o BlogCamp SP, sai ou não sai?”. Bom, a resposta veio na madrugada de ontem, com o anúncio no blog oficial e a abertura das inscrições.

BlogCamp São Paulo 2008

Só que, literalmente, não deu pra quem quis.

As inscrições foram abertas com 200 vagas. Em menos de 12 horas, já eram 270 inscritos. O local do evento não é grande. Simplesmente não dá pra colocar mais gente.

E eu que achava que, com o anúncio tão em cima da hora, não haveria audiência… ledo engano.

Bem, eu vou – na verdade, já estarei em Sampa, para o LuluzinhaCamp.

Faz quase um ano desde o primeiro BlogCamp, também em São Paulo. Daquela vez, fui sem saber direito o que esperar. Iria conhecer blogueiros cujos textos lia há anos, gente que, de uma forma ou de outra, havia me influenciado a blogar, depois a continuar blogando. Gente com quem eu havia aprendido muito. Como eles seriam na “vida real”? Como eu, uma ilustre desconhecida, entraria nesse ambiente?

Vou contar uma coisa que ninguém acredita: eu tenho medo de gente. Bom, segundo as tradições familiares, eu tenho medo mesmo é de criança, mas gente em geral me assusta o suficiente.

Não, não sou tímida. Falo pelos cotovelos, muito mais do que deveria. Um dos meus programas favoritos é sair em turma para jogar conversa fora. Meu problema é o contato inicial – particularmente, o contato inicial com uma multidão (e aqui, entenda, mais de quatro pessoas já é multidão pra mim). Muita gente desconhecida me deixa confusa, ansiosa e sempre com aquela sensação “ai caramba, amanhã não vou me lembrar de ninguém” – porque, pra completar o pacote, sou péssima fisionomista.

Vai daí que cheguei ao BlogCamp tão calada quando conseguia e xingando-me até a décima geração por estar com cabelos vermelhos tão chamativos.

Esse medo todo durou, digamos, até o fim do primeiro dia (não, não melhorou na hora do almoço – eu nem me lembro da hora do almoço do primeiro dia, pra ser franca). O pós-BlogCamp, com boteco e esticada ao Fran’s Café até o amanhecer do dia, quebrou o gelo. Dali em diante, foi descontração pura, bate-papo (do almoço do segundo dia eu me lembro!) e o início de uma nova fase, pra mim, no mundo bloguístico.

Em um ano, voltei a São Paulo outras duas vezes para assuntos relacionados a blogs, fui a mais dois BlogCamps (em Minas Gerais e no Espírito Santo), conheci gente bacana, reforcei laços com as gentes bacanas que encontrei no primeiro evento, participei de projetos… O Dia de Folga amadureceu (mas ainda falta muito) e, sem dúvida, eu amadureci (embora sempre falte muito).

E a parte mais importante disso tudo: fiz grandes amizades.

Sabe, essa é a razão de irritar tanto quando alguém fala que “a blogosfera é uma panelinha”. Se isso aqui pode ser comparado a um utensílio de cozinha, então é um grande caldeirão, em que tudo se mistura e sempre cabe mais um. Eu que o diga.

O que espero do BlogCamp São Paulo 2008? Várias coisas. Rever amigos, claro. Aprender. Colaborar. Divertir-me. Para mim, será o encerramento de mais um ciclo bloguístico e, conseqüentemente, o início de outro. Nem faço idéia do que os próximos 12 meses reservam – e essa é a graça da coisa.

15 thoughts on “BlogCamp SP – inscrições abertas… e fechadas.

  1. Puuuuuutz!!!!

    E eu morando em Sampa, agora, tava doido pra ir ao BlogCamp desse ano mas fiz as asneira de perder o prazo.

    Que bosta…!

  2. Daniel, sempre há a possibilidade de encontrar a galera no pós-BlogCamp, em algum boteco perto do Gafanhoto. Acompanha via twitter e vai pro bar. 🙂

  3. Quando comentei com um blogueiro famoso sobre as panelinhas na blogosfera (mais propriamente, sobre a sua ausência), ele respondeu: “Na verdade há panelinhas mas elas têm as tampas abertas”.

  4. Eu fiz minha inscrição graças ao aviso do Edney, no Twitter. Com tantos inscritos, acho que esse BlogCamp promete. Nos vemos por lá 🙂

  5. Eu fiquei sabendo das inscrições via twitter, mas nem me arrisquei. Quem sabe no próximo ano, até lá terei condições de aprender mais sobre esse mundão. panela, frigideira, caldeirão, refratária, ainda confuso sobre isso… rsrs
    Boa sorte e sucesso no evento Lu.
    Forte abraço

  6. AH, Lu, não precisa fazer charme, quando começaram os encontros da comunidade Brasília do orkut você sempre era uma das mais animadas (Ichiban, Esplanada, videokê…)

  7. Esse será meu primeiro Blogcamp – nem sem onde fica esse tal de Garfanhoto onde será o evento – mais estou entusasmado e ancioso em conhecer os blogueiro(a) como vc que sempre leio os post e aprender é claro

    Agora o termo bloguístico, foi otimo.

    rss
    Sucessos e – se vc tiver info da programação do BlogcampSP mana pra mim

    Boa sorte e sucesso no evento Lu.

  8. Thiago, vamos por partes:
    1. meu medo de gente desconhecida geralmente não me deixa trancada em casa, ou eu nem teria ido ao BlogCamp;
    2. o primeiro encontro da comunidade foi em um ambiente super controlado: um horário de almoço, tempo curto, mil desculpas pra ir embora se fosse o caso, poucas pessoas – e eu levei uma amiga;
    3. aquela época fortaleceu meu atual medo de gente.

  9. leandersonsilva, a programação de um BlogCamp é decidida durante o evento, segundo o interesse dos participantes.

  10. Interessante essa grande adesão de blogueiros o que confirma a blogosfera como um fenómeno sociológico a estudar. Eu (ainda) nunca estive presente num encontro de «blogs / bloggers», os que conheço são mesmo apenas virtualmente mas quem sabe, abre água na boca para uma iniciativa desse tipo aqui no Porto ! Resta-me desejar sucesso… e um bom fim de semana 🙂

  11. Se considerar o ponto de vista do post, acho que também tenho medo de gente.

    Para mim nem deu tempo de querer ir à Blogcamp SP. Quando vi, as inscrições já estavam mais que encerradas e os cambistas já começavam seu trabalho. 😛

  12. Pois é, e eu aqui contando os meses para desta vez ir MESMO, só que justamente por estar sem a maldita conexão com a internet, literalmente, dancei…
    Só fiquei sabendo hoje, dia 17. Tio Murphy realmente me ama. 🙂

Comments are closed.