Podcast – já ouviu falar?

O formato não é novo – podcasts navegam pela web desde 2004, pelo menos. No Brasil, essa forma de mídia continua desconhecida do grande público. Vai bem, então, tirar algumas dúvidas sobre podcasts, que se assemelham aos blogs no que diz respeito à democratização da produção de conteúdo.

O que é podcast?

PodcastPodcast é um arquivo de áudio gravado por uma ou várias pessoas e posto à disposição do público via internet, com o fornecimento de um feed para acompanhar edições subseqüentes.

O formato do arquivo costuma ser o mp3, que possibilita uma boa compressão de informações de áudio sem grande perda de qualidade, gerando arquivos relativamente leves.

Nome estranho…

Pois é. Vem da junção de iPod, o mais famoso tocador de mp3 (mp3 player) e broadcast (difusão de sinal via rádio ou televisão).

A Apple andou empombando em 2006, querendo vedar o uso do termo “pod” na expressão “podcast”. Outras empresas já tentaram registrar o termo, nos Estados Unidos. Deu em nada.

É preciso um iPod para ouvir um podcast?

Não. Você pode reproduzir o arquivo em qualquer tocador: mp3 players de bolso, cd-players que toquem mp3, programas para computador como o Windows Media Player, Winamp ou iTunes etc. e tal.

Alguns podcasters (o autor de um podcast – o termo aportuguesado “podcasteiro” ainda não é comum) usavam os formatos ogg ou aac. Faz tempo que não vejo podcasts nestes formatos, que não são reconhecidos por todos os tocadores. De qualquer forma, quem distribuia seu podcast em ogg ou aac também costumava oferecer um arquivo correspondente em mp3.

Vários podcasts também podem ser ouvidos online, sem a necessidade de download, por meio de um tocador embutido na página. Nesse caso, é preciso estar conectado à internet enquanto se escuta o programa.

Qual o conteúdo de um podcast?

Varia muito. Há podcasts sobre tecnologia, cinema, música… Também há rádios que distribuem parte da sua programação em forma de podcast.

E a periodicidade?

Varia mais ainda. Alguns podcasts somem por meses e, de repente, ressurgem das cinzas (não raramente, somem de novo logo depois).

Por isso, a melhor forma de acompanhar podcasts é assinar o feed oferecido pelo seu autor. Assinando o feed, você saberá quando seu podcaster preferido subiu um novo arquivo.

Agregadores de feeds offline fazem o download automático dos arquivos. Alguns são dedicados aos podcasts, como o Juice. Eu optei pelo FeedReader, software que agrega todos os meus feeds no computador e baixa automaticamente os podcasts para uma pasta determinada por mim. De lá, faço a transferência dos arquivos para o meu smartphone.

Proprietários de iPod costumam escolher o iTunes como gerenciador de podcasts, devido à boa integração com o mp3 player.

Agregadores online como o Bloglines e o Google Reader não fornecem a opção de download automático dos podcasts.

É pago?

Não. Grátis como a sua rádio fm.

E qual a vantagem de ouvir podcasts?

A grande vantagem é o seu poder de escolha. Ao contrário do rádio, com os podcasts você só ouve o que interessa. Nada de Voz do Brasil, nada de dez minutos de propaganda, nada de repetições intermináveis do sucesso da semana.

Pense nos podcasts como uma estação de rádio que você monta do seu jeito, de acordo com os seus gostos e para ouvir quando você bem entender. É o bom e velho conteúdo sob demanda: o consumidor faz sua própria programação.

O assunto está chato? Você passa ao arquivo seguinte. Quero ouvir novamente? É só voltar. A seleção de músicas do último podcast está fantástica? Basta repetir o programa.

Por onde começar?

Há vários bons podcasts em português. Eis alguns dos meus preferidos:

PodSemFio: o podcast da Garota Sem Fio, sobre tecnologia móvel.

CBN – Comentaristas: meu modo preferencial de manter-me informada sobre o dia-a-dia. É o que toca no meu carro no trajeto casa/trabalho/casa. Comentários diários ou semanais de André Urani, Arnaldo Jabor, Carlos Alberto Sardenberg, Celso Itiberê, Cony & Xexéo, Danusia Barbara, Ethevaldo Siqueira, Gilberto Dimenstein, Juca Kfouri, Lucia Hippólito, Luis Fernando Correia, Mara Luquet, Marcos Emílio Gomes, Mauro Halfeld, Max Gehringer, Merval Pereira, Miriam Leitão, Osvaldo Stella, Renato Machado, Simone Magno e Sérgio Abranches.

CBN – Fim de Expediente: programa semanal de variedades, normalmente com um entrevistado convidado. Apresentado pelo ator Dan Stulbach e com a participação do escritor José Godoy e do economista Luiz Gustavo Medina. O programa acontece nas sextas-feiras às 19 horas. Geralmente, só recebo o podcast na segunda-feira seguinte. O arquivo chega sem os intervalos comerciais e tem cerca de 45 minutos de duração.

Maestro Billy: são dois programas diferentes, o ADD (Antes, Durante e Depois – uma música antiga, uma atual e uma novidade) e o AAA (Antes, Antes, Antes – três músicas antigas), mais uma rádio online.

MovieCast: podcast sobre filmes em cartaz e dvds.

Momento Retrô: seriados, filmes, músicas e outros bricabraques que marcaram os anos 80 (com um pé nos 70, em alguns episódios).

Discofonia: os programas têm aproximadamente uma hora de duração e são temáticos – a cada edição, um estilo musical diferente entra em evidência.

Menção honrosa ao excelente Musicast, que não aparece há meses mas continua no agregador de feeds – a esperança é a última que morre.

Com o tempo, você encontrará outros podcasts interessantes, sobre seus assuntos preferidos. E sim, há vários podcasts legais que não estão nesta lista. Coloquei aqui apenas os que ouço regularmente. Quer sugerir outros? Mande-me um email, que publicarei uma nova relação com as sugestões dos leitores.

Fonte da imagem: RSS Applied.

18 thoughts on “Podcast – já ouviu falar?

  1. Nossa, vc linkou um texto meu do além, de 1900 e bolinha…! Hehehe! Da época que meu blog só tinha um visitante: eu mesmo, hehe!

    Abraços!

  2. Fugita, quando fiz a pesquisa no google, teu artigo foi um dos primeiros resultados. O assunto é velho, a cauda é longa. 😛

    Anderssauro, eu tinha certeza de que o NerdCast seria lembrado. Entrará na lista de sugestões. Tomara que surjam outras boas indicações!

  3. Obrigado pela menção honrosa ao Musicast! Se tudo der certo, em breve estará de volta em um agregador perto de você. 😉

  4. hehe, já pensei em gravar um podcast, mas depois de ouvir os nerdcast eu desisti. O meu ficaria muito sem graça.

  5. Excelente post Lu,

    Estava querendo escrever um pouco sobre podcasts no meu blog justamente para conhecer mais e pesquisar sobre. Me economizou horas 🙂

    Parabéns pelo tema.

  6. Obrigada pela citação!! E parabéns pelo post, bem elucidativo. Vou encaminhar o link para meus amigos “perdidos” nessas paradas de novas mídias 😉

  7. Para quem gosta, o CBN Política também é muito bom. Outra sugestão é o Podcast do Diogo Mainardi, que pode ser encontrado no site da Veja.

  8. Obrigada pela explicação! Ainda não sabia o que era podcast. Coloquei um link no meu blog para que outros tenham a oportunidade de passar por aqui.
    Um abraço!

  9. Gente, fico contente que o texto tenha sido útil e estou anotando as sugestões de podcasts.

    Bia, o teu foi o primeiro podcast que ouvi, foi a partir dele que comecei a gostar dessa forma de mídia. 🙂

  10. (fazer um Jabá)
    Como uma blogueira que trabalha na área jurídica, sugiro o (meu) Podcast Decodificando – O Podcast que fala de código genético, código jurídico e código fonte.

    Eu, a Amanda e a Dani Toste comentamos sobre aplicação das leis sobre as novas tecnologias (Biologia e informática)

    http://www.decodificando.com.br

    Abraços!

  11. Muito bom Lu. Adorei. Estive pesquisando sobre o assunto no Google, mas sua explicação é muito boa.
    Experimentei ouvir CBN-Comentaristas, Maestro Billy e Movie Cast. Muito bom. Valeu.

Comments are closed.