Aja!

Escrito para a blogagem coletiva Eu Exijo Ordem e Progresso, organizada pela Veridiana Serpa.

Mensalão, mensalinho, anões do orçamento, Correios, sanguessugas, chacinas, favela, desemprego, subemprego, infidelidade partidária, subornos, ocultação, lavagem de dinheiro, bois a peso de ouro, caos aéreo, estradas esburacadas, agências reguladoras desreguladas, mortes, tantas mortes, fila do INSS, preconceito, SUS, greve atrás de greve, crianças nas ruas, prostituição infantil, turismo sexual, relaxa e goza, polícia mal remunerada, polícia que vira ladrão, previdência vilipendiada e falida, presidente alheio, eu não sabia de nada, costas quentes, pistolão, favorecimento, nepotismo, verbas de gabinete, corrupção por todo lado, celulares nas prisões, dinheiro na mala, dinheiro na cueca, dinheiro para os bancos, pobreza por todo lado, constituição rasgada, contribuição permanente sobre movimentação financeira, custo brasil, assistencialismo, coronelismo, política ambiental deturpada, interesses escusos, salário de fome para professores, populismo, roubos, furtos, seqüestros, crimes bárbaros, impunidade, administração ineficiente, sucateada, paralisada, má gestão do erário, verbas pífias para a educação, analfabetismo funcional…

A lista de mazelas que assolam o Brasil é sem fim.

Aí, surge uma tal campanha “Cansei” demagógica e alienada.

Eu não estou cansada. Estou desapontada, isso sim. Ando descrente desse tal papo geopolítico contempla um futuro glorioso que nunca chega e ignora as crises que nos soterram.

Mas não estou cansada.

Eu Exijo Ordem e Progresso - Blogagem ColetivaEstou cada vez mais decepcionada, não somente com a classe política, à qual se atribui a culpa pelos males do mundo, mas com a população brasileira – essa coletividade amorfa na qual me incluo e que é tão manipulável, tão desorganizada, tão passiva, tão crédula.

Mas, apesar de tanto descalabro, não estou cansada.

Aos que estão assim, tão cansados, que saiam do país. Sigam aquela velha piada, que proclama que a única saída para o Brasil é o aeroporto (mas o façam em seus jatinhos particulares, para escapar ao caos aéreo). Vão descansar em outras praias.

O povo brasileiro não precisa de choramingos da classe dita formadora de opinião. Cada um de nós tem suas batalhas, seus fardos – uns mais pesados, outros menos – e ninguém pára pelo caminho para dizer “cansei”.

O que precisamos é de ação. De protestos, sim, mas daqueles que despertam a vontade de mudar o estado de coisas. Basta de derrotismo, basta de cansaço, basta de entregar os pontos ou de dizer que a responsabilidade é exclusiva de um grupo.

A responsabilidade é de cada cidadão.

Informe-se. Leia. Pense. Deixe a preguiça de lado. Vote em gente decente. Ensine alguém a pensar. Desperte o senso crítico em quem está à sua volta. Questione. Pesquise. Brigue. Esbraveje. Vaie.

AJA!

Não assuma a postura entreguista dos “cansados” ou a atitude irresponsável de quem diz “não é comigo”.

Você exige ordem e progresso? Eu também. O que estamos fazendo a respeito?

Este texto não vai mudar o mundo. Não vai mudar o Brasil, a sua ou a minha vida.

Cruzar os braços também não.

24 thoughts on “Aja!

  1. É nessa linha que fiz meu comentário, deixar de lado a preguiça, o jeitinho para tudo e partir para a verdadeira cidadania.

  2. Muito bem colocado. Podemos não mudar o mundo, mas tb não cruzamos nossos braços e apenas ficamos olhando. Abraços.

  3. Ótimo texto, Lu!!! Ação, é exatamente o que falta, o que se precisa!
    Sinceramente falando eu não posso dizer que não esteja “cansada”. Sim, eu me sinto cansada, quantas vezes não olho ao redor, suspiro profundamente e tenho a vontade de desistir? E tenho certeza de que muita gente também. O problema é que isso não pode ser motivo para desistência e sim para querer mudar e não achar que ser simplesmente um “pequeno” não faz nenhuma diferença… Eu sou uma sonhadora que acredita que faz, sim!

  4. É exatamente isto!
    Não vi o movimento “Cansei” fazer nada além de se fazer aparecer na mídia.
    O que precisamos é de ação, mas aí temos que colocar a cara p’ra bater.
    Fico pensando quantos brasileiros estão afim de colocar o próprio fiofó na reta para fazer o Brasil melhorar. O máximo que vemos é sempre uma eleição onde ninguém nunca tem nada a perder.
    Será que isto tudo é resultado daqueles 20 anos de ditadura onde toda uma geração foi educada para a mediocridade?
    Eu, como parte daquela geração, ainda consigo perguntar… Mas a que veio depois, nem ao menos perguntam… a apatia e conformismo parecem tomar conta…

    abraço

  5. Eu cansei de ver tanta palhaçada e por isso mesmo vou a luta. Quero, exijo mudanças crucias neste país. Na próximo eleição vou usar um slogan “NÃO SEI EM QUEM VOTAR, MAS SEI EXATAMENTE EM QUEM NÃO VOTAR” e divulgar o nome e as razões. Se conseguir pelo menos uma adesão, já terei dado o primeiro passo. Bom final de semana.

  6. Lu, a Sétima Proposta é para você. Vou um pouco além do voto distrital. Vais entender em setembro.

    Um abraço. Me adiciona no MSN: armazemdeideiasideais arroba hotm…

  7. Lu, excelente texto, eu também acredito que cruzar os braços não vai mudar nada e acredito que a tecnologia, no nosso caso a internet, pode servir mais do que muitos imaginam para iniciar uma conscientização a respeito da verdadeira mudança necessária, não devemos nos calar nunca … bjs

  8. Lu, todo dia cumpro os meus deveres de cidadã e vejo os meus direitos serem engolidos pelo sistema. Mas isso não me faz uma coitada! Ah! E hoje falo do “Tadinho” lá no luz!! :mrgreen: Beijus

  9. Os cansadinhos também mereceram um post meu. Protestar com um minuto de silêncio foi uma das maiores aberrações de que já tomei conhecimento.

    Tanta gente diz que está cansada das mazelas do Brasil mas nem pensa em olhar para as pequenas desonestidades do dia-a-dia…

  10. Eu não vi nem ouvi falar que houve esse movimento. Alguém ai viu?

    O movimento foi idealizado por quem? Pelo povão? O povão é que mais sofre com as mazelas do país, que deveria estar cansado de tanto trabalhar e não ir pra frente. Mas garanto que o povão ficou em casa, fez um belo churrasco, regado a bastante cerveja dizendo “cansado eu?!! desce mais uma”.

  11. Gente, aos poucos vou retribuindo as visitas. Obrigada pelos comentários.

    O tal movimento “Cansei” é idealizado pela elite – nada contra ela (afinal, sejamos realistas, temos acesso à internet e tempo para ter blog, portanto somos parte da elite), mas a proposta, além de hipócrita, é vazia. Como disse o Norberto, foi montada para destacar seus criadores junto à mídia.

    Norberto, já temos toda uma geração que cresceu num regime democrático e justamente ela é chamada de “geração perdida”. Como você disse, a geração que cresceu nos anos 60 e 70 ao menos é questionadora. De lá pra cá, o sistema educacional só piorou, o ensino público foi sucateado e os jovens tornaram-se cada vez mais alienados. Ou seja, o buraco é mais embaixo.

    Ronald, na última eleição circulou aqui no DF uma planilha com os nomes de todos os candidatos a cargos legislativos com passado condenável. Foi deveras útil. É de iniciativas assim que a gente precisa.

    Rafael, eu adicionaria, mas não tenho msn. Detesto aquele treco. 😛

  12. Olá Luciana boa noite.
    No dia 29/07 p/p, eu postei um texto dizendo que não
    mais falaria de política, mas tenho sentido que é mui
    to difícil não falar de política em um país onde o povo diz odiar política,Venho já a alguns dias pensan
    do em revogar esta idèia, e hoje, navegando no seu blog,cheguei a conclusão que não posso deixar que eles
    tirem de mim até o direito de me indignar. Então vamos
    retornar e a luta continuar. Será muito difícil expli
    car a meus netos como deixei para eles uma terra arra
    sada como herança.Valeu Luciana um forte abraço e boa
    noite.

  13. Gostei do texto! Voce escreveu exatamente aquilo que estava preso na garganta! É incrível como sempre aparece alguem pra se dar bem em qualquer situação!

Comments are closed.