A volta do Blogroll?

Eliminei a relação de blogs que leio da barra lateral do Dia de Folga há vários meses. Não sumi com as referências – elas continuam presentes em Blogs que leio (atualização: acabei de apagar essa página; continue lendo para saber por quê) e Feeds que assino.

A lista sumiu por várias razões:

  • não a atualizava com freqüência desde que comecei a usar agregadores de feeds para acompanhar meus blogs preferidos
  • a barra lateral fica monstruosa e demora para carregar quando há links demais
  • (quase) ninguém sai clicando nos blogs listados na barra lateral de outros blogs
  • links dentro de artigos são muito mais efetivos para divulgar os blogs de que gostamos, e faço uso disso
  • o plugin Show Top Comentators (do qual já tratei) faz um belo trabalho de link love, privilegiando os comentaristas mais ativos

Outros blogueiros já escreveram sobre a (des)importância do blogroll, como o J. Noronha e o Paulo Villela.

Acontece que acabo de ler, graças a uma indicação do Tecnocracia, que o BlogBlogs passou a indexar os links de toda a home dos cadastrados – até então, apenas links feitos nos artigos eram indexados. Isso influencia diretamente no ranking de cada blog – o Dia de Folga, por exemplo, ganhou quase 80 posições nessa brincadeira.

Por causa dessa notícia, estou revendo meus conceitos. Talvez o blogroll seja, afinal, interessante. O BlogBlogs é o maior diretório nacional de blogs -> link love nunca é demais -> por que não prestigiar os blogs de que gosto com um link extra no ranking do BlogBlogs?

Se minha lista de blogs voltar mesmo, será atualizada com mais assiduidade – ou seja, dará trabalho. E voltará no rodapé do Dia de Folga, o que permitirá a indexação sem sobrecarregar a página.

(Atualização: a lista voltou mesmo, ao menos por enquanto, no rodapé e exibindo meus feeds. A importação não é automática, mas é bem mais prática do que fazer uma atualização manual. Apaguei a página “Blogs que leio” porque a relação do rodapé está muito mais atualizada.)

Ca-la-ro que isso não quer dizer que vou aderir à famigerada política me-linka-que-eu-te-linko. Nunca aceitei esse troca-troca, não é agora que vou começar.

O que você acha disso tudo?

  • Quem, por aqui, ainda usa blogroll, considera-o útil?
  • Quem deixou de usar, pretende mudar de idéia?

22 thoughts on “A volta do Blogroll?

  1. Eu uso, mas tem tempos que não atualizo o blogroll.
    Depois vou fazer alguns links, acho interessante divulgar as páginas que gostamos e que tem um conteúdo igual ou parecido com o nosso.

  2. Olá Lú!

    Existem scripts para limitar o número de blogues que seu blogroll (randômico) vai mostrar… Isso reduz o efeito colateral de demomarar o carregamento da página

    Você pode usar uma ferramenta centralizada para fazer isto, como o del.icio.us, por exemplo…

    Eu realmente acho a idéia manter um blogroll útil… faço minhas as palvras do Ronaldo do Superfície Reflexiva;

    O seu blog não tem um blogroll

    Um blogroll me permite saber quais outros blogs você lê e quais tipos de coisas interessam você. Também me dá a oportunidade de descobrir outras coisas interessantes e ver como você reage aos acontecimentos. Sem um blogroll, você se torna uma voz isolada; um blogroll mostra que você participa de uma comunidade, mesmo que indiretamente. Na verdade, isso beneficia mais você do que a mim, já que chama atenção para o seu blog.

    Tirado daqui:

  3. Complementando o comentário anterior (desculpe!) pessoalmente acho que a função importante de um blogroll é mostrar a sua comunidade e com quem você mantém as conversações (sim, blogues são conversações!)…

    Pagerank é a menor das motivações para que eu mantenha um blogroll… manter um blogroll só para aumentar o pagerank é como acreditar que *a única* função de um blogue é remunerar seu autor… e não vai aqui nenhum preconceito contra se ganhar dinheiro com blogue(é bom explicitar pois problogers são muito milindrados com isso!)

    []’s

  4. Vira e mexe eu também “me debato” sobre os prós e contras de manter o blogroll e, pelo menos no meu blog, um pequeno script de controle de cliques mostra que realmente os links nos próprios posts têm mais cliques do que na barra de menu lateral, mas eu mesma gosto de encontrar uma lista de blogs no blog que visito: se gosto daquele blog, acho-o interessante, fico imaginando que os blogs que a pessoa lê devem ter um nível parecido e vou conferir.

    Enfim, eu sempre mantive o blogroll (agora está em uma página separada por conta do layout atual, mas já estou trabalhando no próximo e pretendo colocá-lo de volta – assim como as categorias, hehe). Manter a lista atualizada é mesmo um pé no saco, principalmente para quem mantem a leitura atualizada através de leitores de feeds (como também é o meu caso). Esse probleminha eu resolvi com um outro scriptzinho, que incluí no meu WordPress, ele importa a lista de blogs diretamente do meu Google Reader através do arquivo .opml. Acho que existem plugins por aí que fazem algo parecido, talvez seja uma solução para o trabalho de ficar atualizando várias listas diferentes.

    Para finalizar: “me-linka-que-eu-te-linko” é mesmo o ó, né? Esse tipo de coisa é o que acaba me atrapalhando exatinho no que falei acima: nesses casos não funciona a idéia do “nível parecido”. No meu constam apenas os que realmente me interesso e acompanho…

    Beijinhos!!

  5. Oi, Lu!!!
    Nossa, faz tempo que não comento aqui… Aliás não tenho comentado em lugar nenhum quase…
    Olha, eu deixo uma lista com as páginas que entro no blog, mas por um motivo completamente egoísta: meu computador vive em vias de falecer de vez e eu não quero perder todos os meus links. E, antes mesmo do post sobre acessibilidade, eles já estavam do lado direito, então, de qq maneira, por mais que os links não tenham entrado, quem tiver interesse em ler, não precisa esperá-los.
    Beijos

  6. Concordo com vocês: o blogroll ajuda a mostrar com quem o blogueiro se relaciona, estabelece conversações e agrega conteúdo ao site. Por isso, sempre fiz questão de manter o “Blogs que leio” e uso o Bloglines até hoje só por possibilitar o link para os “Feeds que assino”, na minha barra lateral.

    Bem, recoloquei a lista no rodapé e admito que a legibilidade não ficou essas coisas todas, mas o propósito aqui é mais de link love mesmo. 🙂

  7. Lu,
    Ainda não tinha lido sobre essa novidade do BlogBlogs.
    Mas no meu blog, por enquanto vai ficar só o top comentaristas.
    Mas não deixarei esse assunto de lado…
    abs

  8. Os links nos artigos são bastante importantes, mas no meu caso há outros blogs na Blogroll que nunca foram usados como referência mas que eu leio normalmente.

    No Memórias Fracas são exibidos dez links de cada vez, de forma randômica. Assim não “alerda” tanto no carregamento das páginas.

    De vez em quando me surpreendo porque vejo na minha Blogroll blogs que fazia tempo que eu não acessava. Aí tenho a oportunidade de revê-los.

    PS – Embora seja contra o link exchange, fiquei bastante feliz em ver o Memórias Fracas aí no rodapé. Valeu!!! 🙂

  9. Eu tenho um blogroll e ele continua crescendo, hehe. Embora a maioria esteja em meus feeds é um jeito de mostrar para o pessoal quais blogs eu admiro. Por incrível que pareça, eu quando entro em um blog dou uma garimpada no blogroll. Devo ser uma das poucas pessoas que faz isso. Fora isso também tenho sites, foruns e outras coisas na minha lista. É mais para não esquecer os endereços, mas também é um toque de boa leitura para quem visita meu blog.

  10. Esse “me-linka-que-eu-te-linko” para o pangerank do google = Zero.
    Acho errado fazer lista extensa sem interação, pra isso temos os leitores de feeds de grande ajuda para os voyeurs de blogue.
    Acho mais interessante a linkagem na postagem, do que em blogroll.
    E Lu, acho chato você linkar e depois por uma motivo ou outro deslinkar 🙂
    Beijus, Luma

  11. Luma, os interesses da gente vão mudando, as leituras também… vez por outra adiciono um blog no agregador de feeds e tiro depois de um mês. Sem contar que, hoje em dia, o blog pode ser a oitava maravilha, mas se não oferecer feed não vou ler. Vários blogs do meu blogroll antigos não estão na lista nova por isso.

    A blogosfera é volúvel. 🙂

    Dizem que o algoritmo do Google realmente detecta a troca de links e não a considera. Espero que haja algum tempero nessa rigidez, porque blogs afins tendem a se linkar sem intenções maliciosas.

    Thássius, o blogroll randômico é uma ótima idéia, acho que vou implantá-lo por aqui também.

  12. Olá… estava eu passeando em alguns blogs conhecidos, qdo vim parar aqui… e adorei seu blog, muitobacana!!!
    E o mais bacana e saber que vc tb é de Brasília, tão difícil fer blogueiros daqui…
    Gostei do seu cnatinho e voltarei mais vezes…
    Bjão e bom restinho de semana!!

  13. Quando eu não faço o link, alguém pergunta. 😛

    Explico o que são feeds neste texto. É algo bem simples de usar, na verdade, e facilita enormemente a vida de quem gosta de ler blogs e acompanha jornais pela internet.

  14. Criei uma página estática com o blogroll e ela tem o link na home, e assim vai ficar, com bb me linkando ou não! 😉
    Bju

  15. Muito obrigado pelas informações, acredito que informação é informação cabe a cada um lê-las e fazer sua própria avaliação, o que é bom para um pode não ser para outro, depende da intenção de cada um de nós.
    Eu acho todas as informações uteis e por isso as leio, se for ideia própria faco um tipo avaliação se vier de fonte faco outro, a todas eu procuro mais de duas fontes em mais de duas linguas diferentes da minha.
    Os esforços devem ser agraciados com um muito obrigado e as criticas só devem ser feitas se forem para contribuir, esta é minha opinião minha forma de pensar.

Comments are closed.