Você é uma pessoa organizada? [GTD – A Arte de Fazer Acontecer]

Esta é uma pergunta que não comporta respostas absolutas. Dificilmente alguém é completamente desorganizado ou meticulosamente organizado.

Geralmente, cada um de nós tem uma maior produtividade em determinados tipos de tarefas, e consegue mantê-las em ordem, ao mesmo tempo em que negligencia afazeres que demandam uma energia, conhecimento ou disciplina não facilmente atingíveis.

Costumo gabar-me de ser bem organizada no que diz respeito aos afazeres domésticos e à minha caixa de email. Por outro lado, meu tempo nunca dá para administrar minha mesa de trabalho e o Dia de Folga (ó, ironia). Nas últimas semanas, a situação tem-se agravado. No trabalho, estou soterrada por processos. literalmente. A quantidade de artigos semanais do Dia de Folga baixou e só não foi a zero com grande esforço, e o problema não é falta de assunto. A bendita falta de tempo tem me assolado e um dia de 30 horas tem sido mais desejado do que nunca.

Claro que, para completar, minha casa está uma zorra e minha caixa de emails não esvazia.

Hoje, em meio a esse pandemônio completo (tm Calvin), vi um artigo do fator W sobre o Getting Things Done – GTD. Já tinha lido sobre o tema, no mesmo blog, tempos atrás. Arquivei a informação em algum canto da mente, e não pensei mais no assunto. Diante da bagunça atual, no entanto, e graças à coincidência de ver um novo artigo sobre o GTD, lá fui eu ler um bocado a respeito.

A Arte de Fazer AcontecerO resumo da ópera é que, no início da noite, comprei o livro Getting Things Done – A Arte de Fazer Acontecer. O título em português lembra auto-ajuda, e tive que vencer meu preconceito. A quantidade de pessoas que falam bem do método web afora serviram de empurrão.

Ainda estou no início do livro, mas estou otimista. Nada de fórmulas mágicas, nada de “você enriquecerá em pouco tempo” ou “encontrará amor e felicidade”. A proposta do autor é plausível – organizar sua vida, em todos os seus aspectos, utilizando um método específico – e o passo a passo é alcançável sem grande esforço, bastando uma dose de boa vontade e flexibilidade.

Se você, como eu, anda sem tempo para nada, provavelmente também precisa se organizar melhor. Tire uma meia hora (que não vai fazer falta, se sua vida já está de pernas para o ar) e leia sobre o Getting Things Done. Para começar, sugiro dois excelentes blogs brasileiros voltados para a produtividade e que já escreveram bastante sobre o GTD: o próprio fator W e o Efetividade.net. Neles, você encontrará links para outros sites dedicados ao tema.

Organize-se!

5 thoughts on “Você é uma pessoa organizada? [GTD – A Arte de Fazer Acontecer]

  1. Muito bom esse livro, e mesmo sem ser auto-ajuda é a melhor ajuda que você pode dar a si mesmo.
    O David Allen também tem blog e site onde faz os updates sobre novas tecnologias de GTD.
    Good reading!

  2. Se você filtrar o “modo estadunidense” de olhar a organização… o livro é bom… mas não impactou minha organização não… daí concluo que sou um desorganizado inveterado!

    []’s

  3. Oi Lu!

    Boa sorte na empreitada! Se vc seguir o passo-a-passo, na coleta inicial (física e mental) vai ocupar tanto espaço que não vai caber dentro de casa ; )

    Aproveito para convidar seus leitores para dar uma passa

  4. Gostei, dei uma namorada nos sites de livros, vou encomendar no meu livreiro!

    Estou que nem vc, meu dia tem poucas horas para tudo o que tenho de fazer. Minha vida virtual, embora sob controle, está reduzida a uma fração ínfima do que era (e do que eu gostaria), mato cursinho pra fazer projeto de mestrado, mato natação pra ir a reunião de trabalho, faço petição domingo de manhã, marco reunião pra depois do trabalho, está o caos e eu simplesmente não posso abrir mão de nenhuma das atividades. Então faço um rodízio de faltas! Uma vez por mês falto em alguma coisa da lista dos flexíveis (natação, cursinho, dentista). Meu objetivo é chegar viva ao fim do ano! Hahahaha…

  5. Li, parece que seu anti-spam me pegou 😉

    Eu tava complementando o meu comentário anterior, justamente convidando seus leitores que quiserem se aprofundar em Getting Things Done a darem uma passadinha no grupo de discussão em português.

Comments are closed.