300

Ficha Técnica

300. EUA, 2007. Aventura. 117 minutos. Direção: Zack Snyder. Com Gerard Butler, Lena Headey, David Wenham, Dominic West, Vincent Regan, Michael Fassbender, Rodrigo Santoro.

O rei Leônidas (Gerard Butler) e seus 300 guerreiros de Esparta lutam até a morte contra o numeroso exército do rei Xerxes (Rodrigo Santoro). O sacrifício e a dedicação destes homens uniu a Grécia no combate contra o inimigo persa.

Mais informações: Adoro Cinema.

Comentários

3 estrelas

O ponto forte de 300 é o visual arrojado. Baseado na graphic novel de Frank Miller (autor de Sin City, também transformado em filme, e desenhista de histórias do Demolidor e do Wolverine, entre várias outras), 300 foi quase inteiramente filmado sobre um fundo azul, em 60 dias; coube à pós-produção adicionar os cenários, num trabalho de quase um ano. A única cena que não foi filmada em estúdio é a que traz, em plano aberto, o avanço de uma tropa de cavalos. Como Sin City, 300 impressiona pelo aspecto de pintura, com cores fortes e sombrias e efeitos visuais variados, como o que transforma Rodrigo Santoro num gigante.

Xerxes massageando Leônidas numa cena... intimista.Aliás, Santoro está praticamente irreconhecível (foto ao lado). Difícil avaliar sua atuação, tendo-se em vista as características peculiares do seu personagem, o rei da Pérsia Xerxes – para não mencionar o fato de ter feito todas as suas cenas sobre o tal fundo azul, o que é um desafio e tanto. Por outro lado, é uma tarefa, digamos, hercúlea segurar o riso ao vê-lo completamente maquiado, transbordante de adornos de ouro e cheio de trejeitos – como diria o porteiro Severino, “isso é uma bichona!” (Sem preconceitos, claro.)

Lena Headey em Os Irmãos GrimmO grande destaque de interpretação fica para Lena Headey no papel da rainha Gorgo, a única personagem feminina importante da história. A atriz, ainda pouco conhecida, já havia apresentado bom desempenho no filme apenas razoável Os Irmãos Grimm (foto ao lado). Em 300, ela tem chance de brilhar como a corajosa esposa do rei Leônidas que, por sua vez, é muito bem interpretado pelo “Fantasma” Gerard Butler. O elenco pouco conhecido não faz feio, portanto.

Outro forte atrativo de 300 é a reconstituição da Batalha das Termópilas que, se não é cem por cento fiel à história, enfoca seus aspectos principais: o filosófico, consistente na luta dos espartanos pelo seu modo de vida, recusando-se a aceitar comodamente um acordo que os reduziria à condição de escravos; e o estratégico, pois o desfiladeiro das Termópilas foi sabiamente usado para retardar o avanço do poderoso exército persa, dando o necessário tempo para que as forças gregas pudessem se organizar e combater a ameaça. Os lendários “300 de Esparta” perderam a batalha, mas contribuiram decisivamente para que a Grécia vencesse a guerra pela liberdade e prosseguisse na construção da civilização ocidental.

Referências

13 thoughts on “300

  1. Te desconheci neste artigo!
    Onde estão as opiniões pessoais? Ficou parecendo crítica de portal, que tem medo de “criticar”.
    Beijão

  2. Oi Lu!!

    Que saudade de vc!! Como vc tá??
    Como podemos morar na mesma cidade e ainda não termos nos encontrado??? Vc consegue me explicar??? rsssss

    Tava pensando em marcar um pôquer aqui em casa essa semana… Aproveitar que o maridão tá viajando! hihihihi

    Beijossssssss

  3. Neto, eu falei sobre a qualidade dos atores, falei sobre os trejeitos do Santoro, sobre a plástica do filme… enfim, falei exatamente o que pensei sobre o filme. Não é uma obra de Almodóvar, que permita longas digressões. 😉

    Cel, saudade de você também, menina!!!!! Pôquer é uma ó-te-ma ideia! 😛

  4. Oi Lu!

    O que mais gostei neste filme, foi a adaptação ao “rabiscos” do Frank Miller, tal qual em Cin City. Após o filme eu comprei a revista onde pude observar todos os elementos presentes no filme. Resultando em uma adaptação perfeita!
    Gostaria de ver mais histórias e personagens do mundo dos quadrinhos e livros transpostas para o cinema: só assim para perceber como a minha imaginação é pobre… 🙂

    Um abraço!

  5. Lu,

    Eu vi o filme e gostei muito, principalmente da inteligência e coragem dos Espartanos que foi retratada no filme.

    Sobre ser todo sobre fundo azul, eu não sabia. Caramba! Ficou perfeito então… muito bom. Apesar de as vezes os efeitos serem um pouco exagerados, mas eu gosto assim 🙂

  6. Chris, eu não podia falar sobre a adaptação porque não tive a chance de ver os quadrinhos. Depois do seu comentário, até fiquei com vontade de ir atrás do original!

    Rafael, a forma como os espartanos foram mostrados também foi meu elemento preferido no filme. 🙂

  7. Que fique claro que “a forma” que eu mencionei não diz respeito aos 300 homens de barriga de fora, ok ?

    Só pra esclarecer 🙂

  8. Hahahahaha! Trocadilho completamente sem intenção, garanto!

    Se bem que… é, agora estou na dúvida sobre qual foi meu elemento preferido no filme. 😛

  9. O filme do ano (até agora)!

    Só faltou à sua crítica falar da interpretação do Gerard Butler! Ele criou dois “jargões” (não sei se pode ser chamado assim) que, acredito eu, ficarão marcados na história do cinema (“This is Sparta!”, e “Tonight we dine in hell”).

    A propósito, veja esta montagem de 300… Ri muito (principalmente na última imagem).

    Beijos!

  10. Descobri este blog hoje, parece ser muito bom. Eu adoro filmes, vai ser muito gratificante participar dos comentários.

    Claro que ainda estou meio perdido aqui, mas em breve saberei onde postar comentários de filmes que estou vendo na atualidade.

    Parabéns Luciana.

    -Último filme que assisti..
    O Guardião dos Mares !!! (7)
    -Penúltimo..
    O Grande Truque !!! (8)

  11. Verdade, Rodrigo, as frases do Leônidas são marcantes!

    Felippe, seja bem-vindo e comente à vontade! 🙂
    Não vi “O guardião dos Mares”. Assisti a “O Grande Truque” e adorei, é daqueles filmes que desejo rever um dia.

  12. O filme é como Sin City: Hq = película. Fiquei entusiasmado com o fato de o diretor escolhido para adaptar WALTCHMEN ser o mesmo de 300.

  13. … uma das frases do leonidas que eu mais gostei foi essa.
    ““meus amigos, almoçem comigo, porque esta noite jantaremos no inferno!!!”
    .. e desculpe se eu fui entrando assim .. rs. abraços

Comments are closed.