Masala Chai

Habemus invernum em Brasília!

Dá até medo de comemorar, porque nos últimos anos o inverno por aqui durou umas duas semanas. Se tanto.

Enfim, enquanto temos um friozinho gostoso, aproveito pra renovar meus apetrechos de chás e café, e pra inventar moda. A desse ano é o chai.

Masala Chai

O chai, ou masala chai, é uma bebida originária da Índia feita com chá preto, leite e masala. Já a masala é uma mistura de especiarias que dá um toque bem picante à bebida.

Existem mil maneiras de preparar chai (invente uma). Aqui, acrescento uma colher (chá) rasa de masala a uma xícara (chá) de leite e levo ao fogo baixo, mexendo a leiteira de vez em quando pra que demore mais a ferver e para que os sabores da masala se incorporem melhor. Enquanto isso, fervo uma xícara (chá) de água e preparo o chá preto usando dois saquinhos. Depois, passo o leite numa peneira fina para segurar a maior parte da masala (não segura tudo porque minha peneira não é tão fina), misturo ao chá e está pronto. Rende duas xícaras (o que, pra mim, é dose única).

Como eu disse, existem várias maneiras de preparar o chai:

  • eu uso leite desnatado, mas reza a lenda que as especiarias soltam mais aroma e sabor se você usar leite integral;
  • tradicionalmente, junto com o leite ferve-se uma colher (sopa) de açúcar ou mel;
  • também tradicionalmente, levam-se todos os ingredientes ao fogo de uma vez, usando chá preto a granel – ainda não fiz assim simplesmente porque não achei chá preto a granel (a propósito: use chá barato, não acrescentará nada à sua bebida usar um twinings ou semelhante).

Se levar todos os ingredientes ao fogo ao mesmo tempo, retarde a fervura mexendo a leiteira de vez em quando. Assim que ferver, desligue o fogo e deixe a bebida descansar por uns três ou quatro minutos antes de coar e servir.

E a masala?

Também existem mil maneiras de preparar masala. Os ingredientes mais comuns são canela, cardamomo, pimenta-do-reino, gengibre, cravo-da-índia e nós-moscada. As proporções variam enormemente. Eu fiz assim:

  • 1 parte de canela em pó
  • 1 parte de cardamomo em pó
  • 1 parte de pimenta-do-reino preta em pó
  • 1/2 parte de gengibre em pó
  • 1/2 parte de cravo-da-índia em pó
  • 1/2 parte de nós-moscada em pó

Misture tudo e guarde num pode vidro com boa vedação. REcomenda-se 1/2 colher (chá) de masala para cada xícara, mas isso depende do quão apimentado você quer o seu chai.

Masala Masala

Às vezes, quando não estou a fim de tomar leite, acrescento uma pitada de masala ao chá preto e mais nada. Também faço o inverso (uma pitada – mais generosa – de masala ao leite, sem o chá) de vez em quando.

Que bebidas não podem faltar no seu bar?

O The Kitchn fez uma lista das 12 garrafas de bebidas que não podem faltar num bar (não o da esquina, mas o da sua casa), levando em conta os drinks que podem ser preparados com ela. O resultado foi:

Garrafas de bebidas.
Garrafas e mais garrafas!
  1. Gin
  2. Rum Branco
  3. Rum Escuro
  4. Tequila (prata e ouro)
  5. Bourbon (uísque feito de milho)
  6. Uísque de Centeio
  7. Vermute (doce e seco)
  8. Absinto
  9. Vodca
  10. Cointreau

Achei a lista muito grande (e trapaceira – na verdade, há 14 bebidas listadas) e bastante focada nos hábitos norte-americanos. Aqui no Brasil, não temos o hábito do bourbon, nem conheço ninguém apaixonado por uísque de centeio. Então, resolvi fazer minha própria listinha:

  1. Vodca: para caipiroscas, hi-fi, vodca tônica e uma infinidade de misturas.
  2. Conhaque: para o brandy alexander, o café, o chocolate quente.
  3. Rum Branco: rende uma piña colada, um mojito e outras receitas que só vi quando fui a Punta Cana.
  4. Tequila: para os shots e pro tequila sunrise.
  5. Uísque: esse entrou pensando em quem aprecia a bebida pura.
  6. Cointreau: para o cosmopolitan e pra depois do cafezinho.

Uma lista estendida incluiria gin (pro gin tônica), vermute (para as variadas receitas de martini) e amarula (porque é meu licor favorito). Uma cachaça de qualidade também seria bem-vinda. Ou seja, mesmo estendida, a lista tem apenas 10 itens.

Vinho e cerveja ficaram de fora porque não se prestam a misturas (sim, estou desconsiderando o vinho com açúcar e a cerveja com steinhäger) e porque, de qualquer forma, toda casa deveria ter um ou outra para acompanhar uma boa refeição (também desconsidero cervejas aguadas e vinho sangue de boi, bem entendido).

O que achou das listas? Que bebidas não podem faltar no seu bar?

Imagem: SyntheticD, royalty free.

 

 

 

 

Chá de Pau

Um pacote de 200 gramas de chá verde (ban-chá) nacional custa uns 9 reais. Um pouco mais ou um pouco menos, dependendo da marca e da loja.

Se você levar em conta que dá pra fazer umas 100 xícaras, é barato pra caramba. 9 centavos por xícara.

Mas, é claro, a gente sempre compara preços. Vai daí que achei um pacote com os mesmos 200 gramas por… 3 reais. Maravilha, não?

Seria, se eu quisesse chá de pau, não de folha.

Chá de Pau - clique para ampliar

Está vendo esses pedações (a foto aumenta se você clicar nela)? É madeira! Isso mesmo. Nem talo não é. Madeira, galho, isso sim. Difícil era encontrar alguma folhinha aí dentro.

Batida de Morango

Sétima receita da série Receitas com Morangos.

Ingredientes

  • 4 doses (200 ml.) de vodca
  • 400 ml. de água gelada
  • 1/2 lata de leite condensado
  • 240 gramas de morangos (24 morangos)
  • 24-30 pedras de gelo

Você também precisará de

Preparo

Lave os morangos e tire as folhas e os cabinhos.

Batida de Morango Bata todos os ingredientes no liquidificador. Use a função “pulsar” no início, até que o gelo seja triturado.

Sirva imediatamente, em copos altos.

Dicas e Complementos

Se não quiser ter aquela ressaca, use vodca de qualidade.

Você pode decorar o copo esfregando meia laranja na borda e, em seguida, emborcando-o numa tigelinha com açúcar.

  • Tempo de preparo: 5 minutos
  • Grau de dificuldade: fácil
  • Rendimento: 4 porções