Sabe o que é culinária fusion?

Segundo o Marcos Emílio Gomes, coordenador do projeto O Melhor da Cidade, da Revista Veja,Gastronomia Fusion

é aquela em que você come pouco, paga muito e não consegue identificar se o que está no prato é animal, vegetal ou mineral.

Claro que foi uma brincadeira do comentarista, que também mencionou que a gastronomia contemporânea, modismo anterior à fusion, caracterizava-se pela ausência de suco de manga no mercado, já que todo prato levava suco de manga. Poucas vezes vi brincadeiras com tanto fundo de verdade. 😉

O comentário foi feito na CBN, em 26 de julho de 2007, e você encontra o áudio na página Turismo e Gastronomia. Por alguma razão misteriosa, só ontem recebi o áudio no meu agregador de feeds.

A propósito, vou a São Paulo daqui a uns dias (para o BlogCamp, mas esticarei a viagem) e agradeço aos leitores que quiserem mandar sugestões gastronômicas e culturais. 🙂

10 thoughts on “Sabe o que é culinária fusion?

  1. Oi!!!
    Lu, aonde vc vai ficar?
    Tem uma pizzaria n Vila Madalena (para mim lá já Pinheiros, mas enfim…) que é um crime ecológico!!!

    Chama Porta Fortuna, fica na Rua Mourato Coelho, 913. Ela é relativamente pequena, entre a Inácio Pereira da Rocha e a Aspicuelta (a qual ferve de barzinhos que eu nunca fui). Estive lá fim de semana passado e já estou procurando desculpa para voltar (que experimentar o nhoque rs)…

    Culturais já não é muito comigo…

    Beijos

  2. Dica anotada, Cris! Vou ficar perto da Paulista, de repente estico até a Vila Madalena.

  3. Conheço muito pouco de gastronomia, quanto menos a contemporânea e confesso, tenho lá meus “preconceitos” quanto a sair experimentando tudo, medo por não saber o que tá no prato, sei lá… heheh. Mas, fotograficamente falando, digo por experiência, quanto mais exótico, mais interessante é de se brincar fotografando! 😀

    Sobre dicas gastronômicas… se você tiver um tempinho para navegar e procurar antes de vir, acho interessante dar uma espiada no blog da Luciana, o Guloseima (http://www.interney.net/blogs/guloseima/). 😉

    Beijinhos!

  4. Seja bem-vinda a São Paulo! Dicas gastronômicas: Mestiço, em uma travessa da Av. Consolação, Rua Fernando de Albuquerque (a inspiração é oriental – não japonesa! – e também tem acarajé) e Badebec, na Rua Mário Ferraz (cozinha moderna, variada e sofisticada, em esquema self-service). Não são absurdamente caros e valem muuuuito a experiência. Dica cultural: no Centro Cultural do Banco do Brasil há uma exposição com obras do Aleijadinho. Mesmo que você não curta arte barroca, as exposições de lá são sempre organizadas de um jeito inusitado, aproveitando os espaços do prédio maravilhoso, onde funcionava uma agência do Banco do Brasil, construída no início do século XX. E tudo isso é grátis! Fica no centro da cidade, Rua Álvares Penteado esquina com a rua da Quitanda. Enjoy!

  5. Sugestões incorporadas ao roteiro, Beatriz, obrigada! Só não vai rolar o Badebec porque, pelo que pesquisei, é bem longe de onde vou ficar… fica para outra vez.

  6. Marcos Emílio, eu é que agradeço pelo seu comentário no Dia de Folga e pelos boletins, sempre tão interessantes e descontraídos!

    Ouvinte tem sempre sugestão, você sabe… que tal uma entrada sobre a gastronomia da serra fluminense, especialmente Petrópolis, destino das minhas próximas férias? 🙂

Comments are closed.