Pequena Miss Sunshine

Ficha técnica

Little Miss Sunshine. Estados Unidos, 2006. Comédia. 101 min. Direção: Jonathan Dayton e Valerie Faris. Com Abigail Breslin, Greg Kinnear, Paul Dano, Alan Arkin, Toni Collette, Steve Carell.

Nenhuma família é verdadeiramente normal, mas a família Hoover extrapola. O pai desenvolveu um método de auto-ajuda que é um fracasso, o filho mais velho fez voto de silêncio, o cunhado é um professor suicida e o avô foi expulso de uma casa de repouso por usar heroína. Nada funciona para o clã, até que a filha caçula, a desajeitada Olive (Abigail Breslin), é convidada para participar de um concurso de beleza para meninas pré-adolescentes. Durante três dias eles deixam todas as suas diferenças de lado e se unem para atravessar o país numa kombi amarela enferrujada.

Mais informações: Adoro Cinema.

Cometários

4 estrelas

Esse roadie movie muito diferente leva ao pé da letra o ditado “de perto, ninguém é normal”. Os seis membros da família Hoover vivem um tanto fora da realidade, envolvidos em suas idiossincrasias. A matriarca, sem dúvida a mais normal da família, luta para evitar que os mundinhos privados (e pirados) de cada um entrem em rota de colisão. Essa dinâmica provoca boas risadas no público e culmina em situações tensas e freqüentemente tragicômicas.

Little Miss Sunshine não é uma típica comédia americana. O tom do filme é inteligente, com pitadas de humor negro e pastelão em doses certas. Embora seja distribuído pela Fox Searchlight, empresa da 20th Century Fox, trata-se de um filme alternativo, indie.

A estréia dos diretores de videoclipes de bandas como Red Hot Chili Peppers e R.E.M. na telona foi feita em meio a dificuldades financeiras que transformaram a produção de oito milhões de dólares (barata para o padrão hollywoodiano) em uma odisséia de cinco anos. O filme caiu nas graças do público do Festival de Cinema de Sundance de 2006, o maior evento de cinema independente norte-americano e internacional. Os executivos da Fox perceberam o seu potencial e compraram os direitos de distribuição pela bagatela de dez milhões de dólares.

Sucesso pelo mundo afora, não será surpresa se Little Miss Sunshine figurar entre os indicados ao Globo de Ouro e ao Oscar 2007.

5 thoughts on “Pequena Miss Sunshine

  1. Desculpe discordar, Dear Lu. Mas com certeza Little Miss Sunshine não é uma típica comédia americana, está muito longe disso. Típica comédia americana são coisas com o Adam Sandler.

    A família Hoover tem muito mais conteúdo, diversão e carisma. É um ótimo filme, o melhor filme que vi no ano…rs, e que traz uma história super divertida. As cenas em que eles empurram a kombi são ótimas, principalmente para mostrar como determinadas situações mudam nossas vidas, nossos pontos de vista.

    Dou cinco, dez, mil estrelas…rs. Beijos.:)

  2. Miss Bia, você não discordou de mim, muito pelo contrário! Não viu o que escrevi?

    Little Miss Sunshine não é uma típica comédia americana.

    Bjo!

  3. Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh, também acho q. é o melhor filme q. vi no ano, até agora. Já fui ver duas vezes no cinema e capaz de ir mais vezes com quem quiser, rs. Fazia tempo q. não ria tanto no cinema. “Muito ótimo” mesmo!!! Ah, só faltou acrescentar na crítica q. ele foi filmado em apenas 30 dias 🙂
    E a Toni Collete heim, como tá diferente da “Muriel”
    Bjssssssssssssssss Lu 😀

Comments are closed.