O Manifesto Holstee e uma dica para você fazer seu próprio manifesto.

Ainda terei um desses em casa:

Holstee Manifesto

O Manifesto Holstee foi criado por dois irmãos norte-americanos que em 2009, no meio da crise econômica e sem emprego, decidiram abrir um negócio próprio. Eles dizem “nós escrevemos um manifesto, mas nunca escrevemos um plano de negócios”.

A empresa decolou (seus produtos são feitos de material reciclado e a preocupação com um meio-ambiente sustentável é a tônica), mas o Manifesto Holstee fez muito mais sucesso do que poderiam prever. Em resumo, o texto afirma que vida é simples, a vida é curta; estamos aqui para fazer o que amamos, para criar, para inspirar e compartilhar nossas paixões. Vale a pena ser lido todos os dias para não perdermos o foco no que realmente importa.

O Manifesto Holstee já ganhou diversas versões, inclusive em vídeo (esse tem legendas em português). Muita gente também tem se inspirado no formato para criar seu próprio Manifesto. Que tal aproveitar esse início de 2012 e criar o seu, como o site Creating Clever propõe?

Você pode aproveitar o modelo oferecido pelo site como ponto de partida (se bem que não recomendo uma parte dedicada a “I will not” – destacar afirmativas positivas é sempre bem melhor que escrever na negativa), inspirar-se na galeria de manifestos compartilhados ou criar o seu do zero. Depois, leve a uma gráfica para imprimir em papel de boa qualidade e pendure-o em local visível para lembrar-se dos seus propósitos em 2012.

Aliás, você já parou para pensar no que quer pra sua vida esse ano?

3 thoughts on “O Manifesto Holstee e uma dica para você fazer seu próprio manifesto.

  1. Meu objetivo é nao ficar neurotico tentando salvar o planeta. Apenas uma fabrica de automoveis no Brasil produz cerca de 3 mil carros por dia.
    Logo, sao instalados nestes carros em apenas um dia:
    15 mil pneus
    Quando os clientes receberem os carros colocarao um total de aproximadamente 120 mil litros de gasolina nos tanques dos veiculos
    Tres mil baterias altamente contaminantes serao instaladas
    4 mil litros de óleo para freio serao adcionados nos carros
    Uns 1,5 quilometros de fios de cobre serao instalados por veiculo
    Diante destes dados, fico surpreso quando a discussao da moda é sobre as sacolas plasticas dos supermercados.
    Eu sou minimalista desde os meus 15 anos. Atualmente com 59 estou pensando sériamente se meus objetivos de vida estao certos e desisti de salvar o planeta, uma desistencia feita com muita simplicidade.

  2. Oi Lu!

    Muito legal você escrever sobre esse assunto justamente nesse momento: na semana passada, eu recebi esse pôster de presente da minha prima que mora nos Estados Unidos. Assim que eu o emoldurar mando uma foto via TwitPic.

    A minha prima me deu de presente de Natal, pois eu havia comentado com ela sobre o Manifesto. Escrevi isso porque lembro de ter visto, no site deles, uma versão em Português do Brasil (PT-BR) em PDF que tem um tamanho próximo de A3 (se não me engano) e que se levar em uma gráfica decente dá pra imprimir em tamanho maior se quiser, com a mesma qualidade…

    Um beijo!

  3. @Antonio José, concordo com seus argumentos, mas já que não posso parar a fabricação de carros, evito pegar sacolinhas nos supermercados. Ademais, vejo o caráter de proteção ambiental do minimalismo como um efeito colateral – o mais importante, para mim, é a felicidade diária que ele pode trazer.

    @Chris, QUE BACANA! Manda a foto, mesmo! Vou dar uma olhada nessa versão em português, obrigada pela dica. 🙂

Comments are closed.