Nada de “objetivos para 2007”

Tenho alguns medos muito bobos.

Medo de cigana esperando incautos na calçada, com olhar fixo e rogando praga.

Medo de bate-bola, trauma de infância mesmo. Quem não morou no Rio, nem sabe o que é isso. Aliás, ainda existe essa figura?

Medo de ver filme de terror sozinha, especialmente no cinema.

Medo de fogo e queimadura – devo ter sido bruxa em alguma vida passada e fui queimada na fogueira.

Medo de resoluções-de-fim-de-ano.

Bem, na verdade, não são as resoluções que me assustam, mas as promessas públicas. No meu caso, o simples ato de verbalizar a intenção de fazer alguma coisa no ano novo já é o primeiro passo para não fazê-la. Escrever no blog, então, é tão agourento que a promessa-de-ano-novo será de ano-velho-ano-novo-ano-velho-ano-novo eternamente.

Vai daí que, embora eu tenha minhas metas e esteja decidida a mudar algumas coisas nesse período de onze meses e alguns dias que temos pela frente, prefiro guardá-las só para mim. Então, Alecrim e Daniel Costa, obrigada pelo convite para participar da tag “Objetivos para 2007”, mas vou ter que furar essa.

Como a paranóia é individual e sem qualquer comprovação científica, afetando tão-somente esta que vos escreve, desejo ao Daniel, ao Alecrim e a todos os outros que definiram objetivos para 2007 o sucesso absoluto em seus projetos. Se você se interessou em participar da corrente, considere-se indicado, siga os links acima para conhecer a proposta e coloque-a em prática.

Por outro lado, como minhas restrições atingem apenas promessas-de-ano-novo, minha lista de 101 Coisas em 1001 Dias é pública e ainda está em vigor, com tarefas sendo cumpridas constantemente (ao contrário das minhas atualizações referentes ao projeto, que não andam nada constantes).

7 thoughts on “Nada de “objetivos para 2007”

  1. Não me sinto só. É lendo bloggers que eu consigo me identificar com as pessoas. Promessas, promessas e mais promessas. Dá calafrio terminar o ano, pois lá vem o ritual massacrante de planos e metas. QUando o período de promessas findar me pronuncio. 😕

  2. O último bate-bola de que tenho notícia é um famoso jogador brasileiro do Barcelona. 😉

    Quanto a resoluções, eu resolvi só resolver os filmes que pretendo ver e olhe lá. Melhor é ter resoluções bem guardadas na cabeça, e só apresentá-las no final do ano, quando estiver tudo resolvido. 🙂

  3. Não entro mais nessa de promessas de fim de ano, afinal é difícil cumprir mesmo(pelo menos prá mim é)porque termino fazendo outras coisas que não foram prometidas. Então acho que fazer 101 uma coisas em 1001 dias é mais realista em termos de não ficar bitolado nas promessas de eu quero ou preciso fazer isso. O bom mesmo é quando dá aquele estalo “vou fazer isso…” e pronto, seja feita a nossa vontade. Beijão

Comments are closed.