Listas, listas e mais listas.

ChecklistNo texto de fevereiro sobre o ano sem comprar, comentei da listinha que estou fazendo das coisas que pretendo comprar ano que vem. A Karla comentou sobre o amor que ela tem por listas e, devo confessar, partilho o sentimento.

Faço listas de tudo:

  • filmes que vi a cada ano
  • livros lidos, também por ano
  • filmes que quero ver
  • livros que quero ler
  • musicais que quero assistir
  • sonhos de consumo
  • posts que quero escrever
  • coisas que quero ver quando visito alguma cidade
  • listas em sites de compra, como Submarino e Amazon
  • listas de listas, como esta
  • etc. etc. etc.

Já fiz lista de roupas que precisava comprar, de resoluções de ano novo (que não faço mais há anos), de coisas para arrumar nos blogs (essa está zerada há muitos meses)… Faço lista de compras de supermercado. Tenho as mais diversas listas publicadas no Dia de Folga. Listo prós e contras para tomar decisões (hábito aprendido com a Rory).

Mantenho a maioria delas no evernote e também jogo lá anotações que sozinhas formam uma lista, como a pasta das receitas que quero testar. Alguns painéis do meu pinterest também funcionam como listas. O Delicious é uma lista de links. Há uma infinidade de serviços online para a criação de listas e já usei alguns deles. Tem também o Wishlistr, o Wishlist.com

Ao contrário do que você possa pensar, não faço tantas listas pensando em aumentar a produtividade, ou só para ser mais organizada. Faço listas porque gosto, porque me dão prazer, porque me divirto ao escrevê-las e ao riscar itens cumpridos. A organização é um bônus.

Semana passada, li uma proposta interessante: listar as coisas que eu não preciso comprar. Às vezes, quando gostamos muito de algum item específico, compramos mais do que damos conta de usar. Já fui assim com itens de papelaria, maquiagem, livros, chás… Desde 2010, estou bem controlada – e mais ainda agora, com o ano sem compras.

Você pode aproveitar a ideia: passe por cada cômodo da sua casa, abra das gavetas e armários e descubra quais são as coisa que você não precisa comprar. Talvez você tenha um estoque enorme de hidratantes ou sabonetes, talvez tenha mais tipos de macarrão do que dará conta de comer nos próximos meses, ou a quantidade de camisas brancas no armário seja excessiva. Vá reparando e preenchendo sua lista das não-necessidades. Esse é um exercício bem interessante para ver pra onde estão indo o dinheiro e o espaço da casa.

Você também gosta de listas? Tem o hábito de fazê-las? Como as anota? Caderninho, agenda, serviços online?

Imagem: Fanginhoon, royalty free.

2 thoughts on “Listas, listas e mais listas.

  1. Lu, também gosto de listas (nenhuma surpresa aí, né?). Ainda outro dia peguei na mão um diário de listas super interessante, na Barnes and Noble. Chama-se Listography Journal: Your Life in Lists. (http://www.amazon.com/Listography-Journal-Your-Life-Lists/dp/0811859088) Existem outros no estilo, acho que a compilação está aqui: http://listography.com/static/books/start.html. A mão coçou para comprar, mas também estou em um movimento de pensar bem antes de comprar as coisas, então acabei deixando na loja. Mas que deu vontade, isso deu. 🙂

Comments are closed.