Macarronada Primavera

Receitinha inventada com o que havia na geladeira na hora do aperto. Fique à vontade para mudar os ingredientes. O nome foi inspirado no colorido final.

Ingredientes

Macarronada Primavera
Ingredientes principais.
  • azeite
  • 1 cebola média picadinha
  • 6 dentes de alho pequenos amassados
  • sal
  • 6 tomates grandes bem maduros sem pele e sem sementes
  • meio pimentão verde cortado em tiras
  • meio pimentão amarelo cortado em tiras
  • umas 12 ou 15 azeitonas pretas sem caroço
  • 1 vidrinho de cogumelos em conserva picados ao meio
  • pimenta-do-reino
  • manjericão ou salsinha (opcionais)
  • 400 gramas de macarrão de boa qualidade
  • 1 colher (de sopa) cheia de manteiga (opcional)

Você também precisará de

  • panela para fazer o molho
  • outra panela para preparar o macarrão (ganha-se tempo)
  • escorredor de macarrão

Preparo

Comece despelando os tomates e tirando as sementes. Pique-os em pedaços pequenos e reserve.

Na panela em que você vai preparar o molho, coloque o azeite, o alho amassado, a cebola picadinha e uma boa pitada de sal. Em fogo baixo, frite até a cebola ficar transparente.

Acrescente os tomates picados e, mexendo de vez em quando, espere que derretam um pouco. Se preciso, acrescente água, mas o ideal é que os tomates estejam tão maduros que não seja necessário.

Junte os pimentões e as azeitonas. A partir de agora, haja fogo para transformar o tomate em molho. Confesso que não tenho paciência para obter um molho lisinho – o meu sempre fica pedaçudo. Mesmo assim, gasto uns 40 minutos só no molho.

Aproveite para ajustar o sal e temperar com pimenta-do-reino, manjericão, salsinha e o que desejar ou tiver em casa.

Uns 15 minutos antes do molho ficar pronto, leve uma panela alta ao fogo com uns quatro litros d’água e um punhado de sal. Quando ferver, acrescente o macarrão de boa qualidade. Confira a embalagem para verificar o tempo de cozimento e lembre-se: o macarrão deve ficar al dente (oferecendo leve resistência ao ser mordido) – nada de deixá-lo derreter.

Macarronada Primavera
É ou não é colorida?

Escorra o macarrão na vasilha apropriada e dê uma passada pelo jato d’água fria da torneira para interromper o cozimento. Isso evita que ele grude. Despeje-o na travessa de servir e, se desejar, misture a manteiga até que ela derreta. Tudo fica melhor com manteiga.

Ah, sim: faltaram os cogumelos. Eu prefiro jogá-los na panela instantes antes de tirar o molho do fogo, só para que esquentem.

Gosto de deixar macarrão e molho em vasilhas separadas, para que cada um se sirva como preferir.

Dicas e Complementos

Queijo ralado de qualidade e um bom vinho sempre acompanham bem uma macarronada.

Se não der pra sincronizar o preparo do molho com o do macarrão, deixe o do molho por último. Jogado fresco e quente por cima da massa, ninguém vai perceber se ela já estava pronta há 10 ou 15 minutos.

  • Tempo de preparo: umas duas horas (despelar tomate e picar tudo leva algum tempo)
  • Grau de dificuldade: moderado
  • Rendimento: para 2 pessoas

Risoto de Gorgonzola com Passas

Risoto é uma das coisas mais simples e práticas de se fazer. Você aproveita o que tiver na geladeira e em menos de meia hora tem um prato delicioso. Veja o passo-a-passo desse risoto de gorgonzola com uvas passas.

Ingredientes

Risoto de Gorgonzola com Passas - ingredientes
Ingredientes principais do risoto
  • 1 colher (sopa) de azeite
  • 1 xícara (chá) de arroz para risoto (arbóreo ou carnaroli)
  • 1/2 xícara de vinho branco seco
  • 4 xícaras (chá) de água
  • 100 gramas de queijo gorgonzola
  • 50 gramas de uvas passas brancas sem sementes
  • sal
  • 1 colher (sopa) de manteiga
  • pimenta-do-reino branca moída (opcional)
  • uvas verdes sem sementes para decorar (opcional)

Você também precisará de

Preparo

Cubra as uvas passas com água morna para hidratá-las e esfarele o gorgonzola com um garfo.

Coloque as quatro xícaras de água numa panela e leve ao fogo para ferver.

Em outra panela, esquente o azeite e refogue o arroz. Acrescente o vinho branco e mexa até que mais da metade dele tenha evaporado.

Coloque a água quente aos poucos, mexendo sempre. Primeiro derrame uma ou duas conchas e espere até que a maior parte tenha evaporado; depois, mais um pouco de água e assim por diante. O arroz vai ficando mais e mais cremoso.

Quando toda a água já estiver no arroz, junte o queijo gorgonzola e mexa até incorporá-lo. Prove o sal – essa é a hora de colocar um pouco, se achar necessário. Uma boa pitada cai bem, mas cuidado com o exagero, o gorgonzola já é salgado. Se quiser, acrescente duas ou três pitadas de pimenta-do-reino branca moída.

Depois de ajustar o tempero, escorra as uvas passas, jogue-as na panela e continue mexendo até o risoto estar no ponto.

Desligue o fogo, acrescente a manteiga, misture bem e sirva imediatamente.

Dicas e Complementos

Risoto de Gorgonzola com Passas
Risoto de Gorgonzola com Passas

Não lave o arroz antes de usá-lo para não perder o amido, que é fundamental para a cremosidade do prato.

O arroz deve ficar al dente, ou seja, deve apresentar uma leve resistência ao ser mordido.

O cozimento leva 20 ou 22 minutos – se estiver na dúvida sobre o ponto, controle-o pelo tempo.

Não deixe o arroz secar em momento algum, muito menos na etapa final. O risoto deve ser servido bem cremoso, nunca ressecado.

  • Tempo de preparo: 30 minutos
  • Grau de dificuldade: fácil
  • Rendimento: 2 porções

Macarrão ao Molho de Lula

Meu avô já dizia: um monte de coisas boas misturadas tem que resultar numa comida gostosa. Vai daí que, dia desses, abri a despensa e segui essa máxima. O resultado? Um macarrão leve, saboroso e que só não ficou mais bonito por causa das tais lulas – mas isso eu explico no final.

Ingredientes

Macarrão ao Molho de Lula - Alguns Ingredientes

  • 1 colher (sopa) de manteiga
  • 1 cebola média picadinha
  • 2 dentes de alho amassados
  • 1 lata de lula de caldeirada pronta para o consumo
  • 2 tomates maduros grandes, sem pele e sem sementes, picados
  • 1 xícara de água
  • 6 folhinhas de manjericão
  • Sal a gosto
  • Pimenta-do-reino a gosto
  • Meia xícara de vinho branco seco
  • Meia caixinha de creme de leite light (100 gramas)
  • 200 gramas de macarrão prafuso (fusilli)

Você também precisará de

Preparo

Molho

Macarrão ao Molho de Lula - Primeira Etapa do Molho O preparo de toda macarronada começa pelo molho.

Refogue a manteiga, o alho e a cebola, até que ela fique macia e brilhante – não deixe queimar. Prefiro usar fogo baixo, justamente para não correr o risco.

Abaixe o fogo (se ainda não o fez). Acrescente a lata de lula e refogue por uns 2 ou 3 minutos.

Macarrão ao Molho de Lula - Segunda Etapa do Molho Junte os tomates picados e deixe que formem o molho, em fogo baixo. Demora um bocadinho, uns 15 ou 20 minutos. Aqui, entra também a xícara de água. Vá colocando aos poucos, para ajudar na formação do molho, mas tenha cuidado para não deixá-lo muito ralo.

Enquanto os tomates derretem, adicione as folhas de manjericão, o sal e a pimenta-do-reino. Prove para corrigir o tempero.

Quando o tomate tiver sumido (ou quase – às vezes sobram uns pedacinhos, não faz mal), derrame o vinho branco. Deixe ferver por uns 3 minutos. Se o molho estiver grosso demais, coloque mais um pouco d’água.

Desligue o fogo, acrescente a metade da caixinha de creme de leite e mexa bem, até o molho ficar homogêneo. Sirva imediatamente.

Macarrão

Macarrão ao Molho de Lula Durante o preparo do molho, coloque a água do macarrão para ferver (calcula-se 1 litro d’água para cada 100 gramas de macarrão) com uma colher (sopa) de sal.

Quando ferver, jogue o macarrão de uma vez, dê uma mexida com uma colher de pau e marque o tempo recomendado na embalagem. O macarrão deve sempre ficar al dente, ou seja, ligeiramente resistente, mas macio. Ele deve ser mastigável – nada de deixá-lo virar papa.

Despeje o macarrão no escorredor, abra a torneira da pia e dê uma rápida passada d’água fria por ele. Isso serve para “lavar” o amido e interromper o cozimento, garantindo que o macarrão não grude e não passe do ponto. Arrume numa travessa e sirva.

Dicas e Complementos

A tal “lula de caldeirada” é uma espécie de conserva de lula feita com óleo, tomate e condimentos. Poderia ser uma maravilha, mas… bem, olhe a foto da caixa e compare com o conteúdo (já meio escorrido – era óleo demais, escorri uma parte e só lembrei de tirar a foto depois).

A diferença entre a embalagem e a realidade

Meu conselho? Procure outra marca. Ou substitua a lula por atum enlatado em pedaços, ou por filezinhos de camarão.

O ideal é que a massa e o molho fiquem prontos ao mesmo tempo. Como sou meio descoordenada, fiz o molho primeiro, exceto a parte do creme de leite; cozinhei o macarrão; religuei o fogo do molho e, enquanto esquentava, escorri o macarrão; desliguei o fogo e acrescentei o creme de leite. Fica a dica para os descoordenados como eu.

Por Baco, não use vinho porcaria para cozinhar. É apenas meia xícara – use o vinho que você tomará na refeição.

Aliás, esse macarrão fica excelente servido com um bom vinho branco. Uma saladinha de entrada também cai bem.

  • Tempo de preparo: 40 minutos
  • Grau de dificuldade: fácil
  • Rendimento: 2 porções (para pessoas não-esfomeadas)

Risoto de Lingüiça

O risoto é um dos pratos mais práticos que existem. Se aquela visita que chegou ao meio-dia não dá sinal de ir embora, ou se você resolveu convidar uns amigos para uma reuniãozinha de última hora e quer servir um prato quente, ele é a salvação da lavoura – fica pronto em quarenta minutos e pode ser feito com o que estiver na geladeira.

Para garantir o sucesso, entretanto, é essencial usar um arroz próprio para o prato. O ponto alto do risoto é a sua cremosidade e ela é determinada pelo amido que o arroz libera durante o cozimento, o que depende da sua variedade. Além disso, não se pode arriscar que o arroz fique grudado, ou tão cozido que desmanche. Recomendam-se dois tipos: o arbóreo e o carnaroli. Se puder escolher, dê preferência ao último, que libera mais amido e tem uma aparência amendoada belíssima.

E, pelamordedeus, esqueça o hábito brasileiro e não lave o arroz.

A lingüiça, aqui, é mera sugestão. Meu pai havia preparado uma lingüiça deliciosa, cozida no vinho e posteriormente frita. Como sobrou bastante, resolvemos fazer o risoto. Você pode substitui-la por qualquer carne previamente preparada e picada (ou desfiada), por tomates secos, cogumelos ou qualquer outro ingrediente que estiver à disposição. Se usar queijo, acrescente-o (picadinho ou ralado) apenas ao final do cozimento.

Vamos à receita.

Ingredientes

  • Uma colher (sopa) cheia de azeite
  • Meia cebola média picadinha
  • 2 xícaras (chá) de lingüiça frita picada
  • 1 xícara (chá) de arroz arbóreo ou carnaroli
  • Meia xícara de vinho branco
  • 4 xícaras de água fria
  • Sal a gosto
  • Pimenta do reio a gosto

Você também precisará de

Preparo

Numa panela de fundo largo, leve ao fogo o azeite, o sal e a cebola, fritando-a até amolecer (não espere dourar).

Junte a lingüiça e frite ligeiramente (lembre-se, ela já está frita). Tempere com pimenta do reino. Acrescente o arroz e refogue.

Junte o vinho branco e mexa até que dois terços dele tenham evaporado. Derrame as quatro xícaras de água fria aos poucos, mexendo sempre com uma colher de pau.

Após a fervura, o cozimento levará cerca de 20 a 30 minutos. Durante este tempo, mexa freqüentemente para estimular a liberação do amido – é isso que dará cremosidade ao risoto. Aproveite para provar o tempero e ajustá-lo. Se necessário, acrescente mais água.

Atenção especial ao fim do cozimento, quando é importantíssimo mexer o arroz continuamente para que não grude e não queime.

Risoto de Lingüiça O risoto, por definição, não deve ficar seco, mas úmido e cremoso. Os grãos de arroz ficam soltinhos e al dente, ou seja, oferecem certa resistência à mordida, mas estão cozidos e macios por dentro.

Sirva imediatamente.

Dicas e Complementos

Risotos são de rápido preparo e devem ser feitos minutos antes de serem saboreados. Não ficam tão gostosos se forem requentados.

O vinho branco pode ser substituído pelo tinto sem prejuízo do sabor – claro que o risoto adquirirá uma cor escura. Também pode ser usado espumante, especialmente se os ingredientes tiverem sabor delicado.

No lugar da água, você pode usar caldo de legumes, de carne, de frango ou de qualquer outro sabor.

  • Tempo de preparo: 40 minutos
  • Grau de dificuldade: moderado
  • Rendimento: 2 porções bem servidas