Campanha Pelo Feed Completo

Certo, você já está se perguntando “que diabos é feed?”. Se não sabe, não é blogueiro, ou não é leitor voraz de dezenas de blogs.

Feed é uma coisinha maravilhosa que torna fácil acompanhar vários blogs diariamente, porque elimina a necessidade de acessar cada um deles o tempo todo. Você cadastra o feed do blog que quer acompanhar em um agregador de feeds e sua vida fica bem mais fácil.

E o que é agregador de feeds? É um serviço que te permite ler todos os feeds que quiser na mesma janela (ou aba) do seu navegador. Nada de abrir várias telas, nada de esperar aquele blog pesadão carregar, nada de ver seu navegador travar. E nada de precisar entrar num blog apenas para descobrir que não há novos artigos.

Um blog que fornece feed costuma trazer algum link como “Assinar” ou “Conteúdo RSS” em algum canto. Geralmente, também traz o símbolo Símbolo consagrado para a indicação dos feeds. Alguns agregadores, como o Bloglines e o Google Reader, facilitam tremendamente a identificação e assinatura do feed.

Faz assim: dá uma olhada nesse texto do Bruno Torres – em cinco minutos, você vai estar craque em feeds e vai se perguntar como viveu tanto tempo sem eles.

Sou fã dos feeds, obviamente. Na minha lista de blogs, marco com asterisco aqueles que me fornecem essa facilidade. Há tempos não me disponho a acompanhar blogs que não ofereçam feeds – os poucos que permanecem na lista são velhos e queridos conhecidos e simplesmente não posso abandoná-los. Especialmente depois que troquei de pda, feeds tornaram-se essenciais por permitirem-me ler os blogs offline, em qualquer lugar.

Infelizmente, porém, alguns blogueiros, de propósito ou sem querer, “capam” os seus feeds, apresentando aos fiéis leitores apenas o título de cada artigo, ou umas poucas linhas. Os que o fazem de propósito pensam que esse “gostinho” será o suficiente para deixar o leitor curioso a ponto de entrar no blog, ler o texto, comentar e, de quebra, clicar em algum anúncio. Na verdade, o que acontece é que o leitor fica frustrado e existe uma grande possibilidade de que desista de acompanhar um blog que não o respeita. Afinal, blogs interessantes não faltam na web.

Tentando corrigir esse mau hábito, o Rafael Arcanjo lançou uma campanha pelo feed completo. A idéia já se espalhou um bocado em menos de uma semana. Primeiro, li a respeito no blog do Neto Cury, que acrescenta ótimos links sobre o tema; ontem, vi a mesma campanha no blog do Daniel Santos, que ainda ensina como ajustar o WordPress para fornecer feeds completos.

Bem antes da campanha, alguns blogueiros, como o Cardoso e o Bruno Alves, já tratavam do tema e buscavam difundir o valor do feed completo. O texto do Bruno Alves, aliás, é um dos mais completos sobre o assunto, trazendo várias dicas úteis.

A causa merece mesmo divulgação. A uma, porque os feeds são uma forma eficiente de não se afogar na enxurrada de informações da web; a duas porque, justamente graças à comodidade que os feeds oferecem, blogs que não os implementam adequadamente tendem a perder público, e nenhum blogueiro quer escrever pra não ser lido.

Então você pergunta: “como implementar feeds no meu blog?”. Bom, o WordPress traz o recurso nativo, bem como o Movable Type e outras boas plataformas. Se você não quer se preocupar com um domínio próprio e com a parte administrativa do blog, sempre pode contar com o excelente WordPress.com e ótimo Blogger (em português).

Se você aderiu ao Blogger, como grande parte dos blogueiros brasileiros, faça o seguinte: no Painel, vá em Alterar Definições e clique na aba Site Feed. Em Publicar Site Feed escolha “Sim” e em Descrições selecione “Completa”. Clique em Salvar Configurações e pronto, o feed do seu blog está ativado e seus textos aparecerão na íntegra para os seus assinantes.

Para o WordPress.com, o procedimento é o mesmo explicado pelo Daniel Santos para o WordPress.

Agora, se você usa um serviço que não permite feeds, como as tranqueiras do blogger.com.br e do weblogger… bem, talvez esteja na hora de rever os seus conceitos.

Para finalizar: feeds são ótimos também para acompanhar notícias “sérias”. A Folha de São Paulo, por exemplo, oferece feeds para todas as suas seções. Procure pelo símbolo consagrado para a indicação dos feeds.

22 thoughts on “Campanha Pelo Feed Completo

  1. Lu, ötimo texto, mas o último parágrafo desandou 🙁

    Em blogues há muitas notícias sérias! Notícias sérias não são prerrogativas dos grandes veículos de imprensa!

    Já estamos na Era da Informação, não há necessidade dos grandes veículos para notícias sérias!

    []’s

  2. é, tenho que concordar com o sérgio!
    Mas, sei que não foi esta sua intenção.
    Só mais um detalhe, a folha oferece apenas resumo 🙁

  3. Rafael e Sérgio, vocês estão cobertos de razão – por isso usei aspas na palavra sérias. De um lado, existem blogueiros com uma enorme competência jornalística; de outro, a Folha dá suas mancadas, como publicar o hoax do Cardoso (www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u127728.shtml) sem ler atentamente o artigo original (www.carloscardoso.com/2006/10/26/exclusivo-as-fotos-do-acidente-do-vo-1907-da-gol-de-dentro-do-avio/).

    Muita gente ainda não acredita em blogs como fonte de notícias. Embora assine vários feeds da Folha, dou preferência à leitura de determinados blogs informativos, até em função dessa ausência de feeds completos na Folha e em outros sites de notícias.

    Minha intenção foi apenas dar mais um argumento para o uso de feeds, de forma alguma quis desmerecer os excelentes blogs de notícias que temos no Brasil. 😉

    Atualização: o Rafael Arcanjo avisou que os links estavam quebrados (obrigada, Rafael!) e fiz o possível para consertá-los, mas o editor de comentários do WordPress não funciona tão bem quanto o editor de artigos. A melhor alternativa foi colocar os links aparentes. Se quiser visitá-los, copie e cole os links na barra de endereços do seu navegador. E retire o espaço a mais em vo -1907… Desculpe a nossa falha!

  4. Pois é, eu entendi a ironia, por isto disse que sabia que não era esta sua intenção 😀

    Hoje em dia cada vez mais pessoas tem acesso a um cantinho na web com o advento dos blog, podcasts e afins, isto torna tudo mais democrático.

  5. Lu, sou viciada em feeds, recebo diariamente noticias, informações sobre tudo que me interessa no meu programa de e-mail, e melhor ainda, saber quando os amigos atualizaram seus blogs !
    Mais pratico impossivel !
    Mas aquele leia mais aqui, as vezes me desanima.
    Boa semana !
    beijos

  6. Lu,

    Pois eu vou iniciar OUTRA campanha: disponibilize DOIS feeds, o completo e o resumo!
    Para quem lê feeds em dispositivos portáteis, vale lembrar que textos muito longos exigem maior tráfego de dados. E na internet móvel, se paga pelo tráfego, e não pelo tempo de conexão. Mesmo quem tem tráfego ilimitado ou usa o wi-fi, muitas vezes se depara com a pouca memória do aparelho…
    Enfim, em prol da liberdade de escolha, creio que o mais justo seja disponibilizar duas versões dos feeds.

  7. Pingback: Rafael Arcanjo
  8. Oi Boa Noite !!
    Criei meu blog há menos de um mês …. e ainda levo umas surras na composição do layout …mas gostaria de tirar duvida em relação aos feeds e layout.
    Não consigo colocar o link do feed dentro do meu blog e nem sei como colocar nos posts. Mas ele está lá em cima …. visivel. Nossa …. ando perdida.

    Meu blog é http://lindosorriso.blogspot.com

    Estou na campanha e já tenho desde o inicio a opção de feed completo, mas queria divulgar dentro do blog. Enfim … ando perdida nisso ai ….. sou blogueira nova e tem muito termo que ainda não entendo.

    beijão e bom final de semana

  9. Olha, eu até tento viu (tanto que vim parar nesse post em mais uma tentativa) mas já testei enviar completo, resumo e nada… meu feed só envia o título da postagem (minha plataforma é Blogger) já to perdendo as esperanças viu. Se tiver alguma idéia de qual é o problema e puder me ajudar eu agradeço.

  10. Aderi a campanha dos feeds completos. Mas estou com dois problemas:

    1. quando edito um post já publicado o leitor de feeds continua com a versão antiga do post. Uso o blogger e FeedBurner. No FeedBurner está atualizado, mas no feedly o post editado fica na versão antiga. Alguém sabe como resolver?

    2. No feedly meus posts ficam desformatados. As fotos e vídeos não seguem a formatação do blog.

    Se alguém puder ajudar agradeço.

Comments are closed.