Aproveite a Vida

Não espere uma época calma
para só então ler romances.
Não espere emagrecer
para comprar uma roupa nova.
Não espere ter companhia
para, enfim, ir ao cinema.
Não espere ter dinheiro
para planejar uma viagem.
Não espere ter amigos
para começar a se divertir.
Não espere ficar doente
para adquirir hábitos saudáveis.
Não espere ter tempo
para aprender um novo idioma.

Não espere o amanhã
para viver o agora.

Em cada ano da sua vida
desenvolva uma habilidade,
leia ao menos dez livros,
descubra um novo amigo,
prove uma comida diferente,
escute um cd além dos seus próprios,
tome uma decisão importante,
reveja suas metas.

Você não sabe se terá outra chance,
se há outra existência além desta.
Ninguém sabe, realmente.
Não guarde bons momentos para o futuro.
O futuro é hoje, aqui, agora.
Seu futuro é o presente.
Encare-o como uma dádiva
e aproveite cada minuto.

Originalmente publicado em 23 de maio de 2004,
no velho Dia de Folga.
É minha mensagem de fim de ano a você, leitor.

9 thoughts on “Aproveite a Vida

  1. Adorei a mensagem!
    E me orgulho de (ao menos tentar) levar ao pé da letra!
    Feliz 2010 pra ti!

  2. “não espere emagrecer pra comprar uma roupa nova” essa é boa!
    bom 2010 pra vc! muito bom o texto. adoro achar textos antigos que eu ainda me identifique.

  3. Ainda não havia lido esta mensagem. E,principalmente para quem já entrou da idade dos “enta”, não dá mais tempo para sonhar, mas para agir.
    um ano muito bom pra ti, querida!
    beijo, menina

  4. Lu!!! Amei este texto, vou transcrever no meu blog, com a devida referência, ok?! Primeira vez que passo por aqui… Muito legal teu blog, parabéns! Ju

  5. @Juliana, obrigada pelo elogio, mas, por favor, não copie meu texto no seu blog. Esse material tem todos os direitos reservados e protegidos por lei. Obrigada.

  6. Desculpa. Já havia copiado e obviamente tinha citado a fonte, inclusive com um link para o teu blog, que foi elogiado na minha postagem. Sempre que cito ou transcrevo algo que li em outro blog referencio a fonte ou o autor. Em momento algum tive a intenção de me apropriar indevidamente do conteúdo do teu blog, muito pelo contrário, gostei dele e até recomendei. Infelizmente desconheço a legislação sobre direitos reservados, sou “nova” nessa estória de blog, mas sempre achei que quando se reproduz algo de autoria de terceiros, bastava referência-los… Especialmente quase se trata de conteúdo publicado na internet… Vi no teu perfil que tu és advogada, portanto se diz que o conteúdo é protegido por lei e que não posso copiá-lo, acredito. Retirarei do meu blog imediatamente. Lamento a confusão…

  7. @Juliana, enviei um email com alguns links muito bacanas sobre transcrição de textos na internet que valem a pena, e aproveito para indicar para outros interessados:

    http://blosque.com/guia-plagio – o que pode e o que não pode quando o assunto é reproduzir textos.

    http://blosque.com/2008/07/como-usar-imagens-no-seu-blog-sem-ferir-os-direitos-de-autor-sobre-imagens.html – as mesmas dicas, mas aplicadas à reprodução de imagens.

    Sei que você teve boa intenção. Sucesso com seu blog!

Comments are closed.