Alugue um Amigo

Calma, sei bem que amizade não tem preço. O assunto aqui é o Rent a Local Friend, um serviço inusitado que parece bacana.

A idéia partiu de uma jornalista luso-brasileira que acredita que a experiência da viagem fica mais rica quando se pode contar com a ajuda de um nativo. O site explica e eu transcrevo:

Seu amigo local desenhará e irá propor um itinerário personalizado baseado em lugares charmosos e descolados para visitar, sempre de acordo com os seus interesses pessoais.

Isto significa que você poderá aproveitar o seu dia da melhor maneira possível, visitando somente aquilo que te interessa de verdade e evitando as tão comuns armadilhas turísticas ou perdendo tempo tentando entender “onde estou, para onde vou e o que devo fazer”. Diga adeus aos preços turísticos e problemas de comunicação!

O programa está disponível em poucas cidades por enquanto, inclusive no Rio de Janeiro e em São Paulo. 

Os preços é não são, exatamente, um passeio. Três turistas que visitem o Rio pagarão, por um dia de amigo local, 240 reais. Um dia em Paris custa 110 euros e em Nova Iorque são 140 dólares (o valor sempre pode ser rateado por três turistas). O valor não inclui alimentação ou qualquer outra despesa. Se os turistas desejarem um carro com motorista, devem contratá-lo à parte.

Certamente não é a forma mais econômica de viajar, mas penso que pode ser bastante interessante contar com um guia particular e atencioso, especialmente se você não domina a língua do país de destino e/ou não tem coragem de encarar uma viagem sem acompanhante.

O que quero mesmo saber é: você já usou (ou usaria) os serviços do Rent a Local Friend?

4 thoughts on “Alugue um Amigo

  1. Oi, Lu!

    Eu usaria e seria uma também. Aliás, estou meio que programando um projeto assim para a Copa de 2014. Mas só com conhecidos.

    Beijos e sucesso!!!

  2. Oi, Luciana tudo bem?
    Encontrei seu blog através do digital drops e estou adorando.
    Você escreve sobre vários livros q eu li e videos q eu já ví, imagino que as suas sugestões devam me valer muito por termos um gosto tão parecido.
    Com certeza usaria tal serviço, parece me um serviço de guia turístico “amador” mas com mais pessoalidade. Parece-me ótimo.

  3. Acho bacana a idéia e penso até em variações dessa modalidade de profissional. Acabo de chegar à Brasília para uma reunião amanhã de manhã. Não conheço ninguém na cidade, mas queria sair pra tomar um chop, bater papo, saber um pouco sobre a cidade. Não vou contratar uma garota de programa pra isso, já que a intenção não é sexo. Só queria duas horas de uma companhia agradável, já que tenho que acordar bem cedo. Mas contratar quem????

Comments are closed.