Abandone o perfeccionismo.

Fui criada com aquela coisa do dia de faxina, fosse ela realizada em família ou por uma diarista. Sempre toquei minha casa do mesmo modo. Como não tenho diarista há um ano e meio, isso significava perder parte de um sábado por semana com a faxina. Logo o sábado… o dia que a gente tem pra descansar, passear, fazer nada.

O resultado é que em vários sábados eu simplesmente não fazia a faxina. Passava o resto da semana na base do quebra-galho, ficava com a sensação de não ter feito minha obrigação, mas acabava repetindo a negligência pra poder aproveitar o meu dia de folga.

No método FlyLady, não existe essa coisa de “dia de faxina”. O serviço é dividido em pequenas frações ao longo da semana. O lado bom é que a casa fica em dia sem que você precise se matar. O lado ruim… é que a gente precisa trabalhar o perfeccionismo. Não, a casa não fica toda impecável num único dia. Por outro lado, mantém-se boa o suficiente sempre, o tempo todo.

É uma nova forma de encarar o trabalho da casa. Posso garantir que é uma excelente forma. Você só precisa mudar o seu paradigma. É necessário deixar o perfeccionismo de lado e entender que terá sempre uma casa limpa o suficiente, sem se estressar e sem precisar perder suas horas de folga para isso.

A chave desse sistema é a divisão da casa por zonas e a criação de uma rotina diária (de segunda a sexta – os fins-de-semana são preservados) de limpeza. Vou falar mais disso nos próximos textos. 😉

One thought on “Abandone o perfeccionismo.

  1. Adoro a divisão em zonas, adoro a limpeza em pequenos passos! Fazer aquele faxinão em um dia só acabava comigo, dificilmente conseguia terminar. Foi fácil esquecer o perfeccionismo quando vi o quão menos cansativo podia ser…

Comments are closed.